Grupo Samba da Meia Noite apresenta “Eu sou de Minas Gerais” no Memorial Vale

Veja os destaques das notícias culturais desta quarta-feira (31)

31 de janeiro de 2024 às 5h08

img
Crédito: Julia Lanari

O grupo Samba da Meia Noite se apresenta no Memorial Vale, na Praça da Liberdade, em um show com as principais canções de seu álbum “Eu sou de Minas Gerais”. O show está marcado para amanhã, às 19h, com intérprete de libras. O grupo traz em seus batuques e chulas as heranças, lembranças e vivências ancestrais de uma cultura singular que tem origem no Recôncavo Baiano.

Através da oralidade multirregional tipicamente brasileira, o Samba da Meia Noite expressa, com um tempero mineiro, a herança deste legado de acordo com a história de cada membro. Ingressos devem ser retirados 1h antes do evento.

Lançado em 2023, o álbum “Eu sou de Minas Gerais” expressa a identidade do grupo através da vivência de seu cantador, Jefferson Gomes, que durante sua infância e adolescência no município mineiro de Almenara, na bacia do rio Jequitinhonha, conviveu e ouviu as cantorias de beira-rio (as chulas e os benditos), entoadas incansavelmente pelos moradores da região. O disco tem 22 faixas e, além de composições próprias, traz canções de domínio público da tradição popular de matriz africana em Minas Gerais.

“Arte Brasileira: a coleção do MAP”

A exposição “Arte Brasileira: a coleção do MAP na Casa Fiat de Cultura” que apresenta uma coleção rara de cerca de 200 obras, nunca expostas em conjunto, terá seu período de visitação ampliado até 3 de março. As obras da mostra passam pelos mais importantes movimentos artísticos do país nos séculos 20 e 21, com pinturas, fotografias, gravuras, instalações, vídeos, esculturas e desenhos.

A mostra reúne a relevante coleção do Museu de Arte da Pampulha (MAP). Essa é a  maior montagem já feita fora do MAP e reafirma  a importância do  acervo, com artistas e ações que reverberam para além do País. Toda a programação da Casa Fiat de Cultura é gratuita.

Inaugurado em 1957, o Museu de Arte da Pampulha sempre esteve atento às vanguardas dos movimentos artísticos locais, nacionais e internacionais. Nesta exposição, as mais de 1400 obras que compõem o acervo, formado ao longo de seis décadas, ganham uma seleção especial, com uma perspectiva estimulante e novas abordagens.

Espetáculo “Desesperados”

Na próxima sexta-feira (2), às 20h, o Teatro do Centro Cultural Unimed-BH Minas recebe o espetáculo “Desesperados”, por meio da programação da 49ª Campanha de Popularização do Teatro e da Dança. O espetáculo gira em torno de três personagens principais: Bia, Marcondes e Ricardo, todos eles sofrem de depressão e carência. De tão problemáticos que são, a tragédia vivida por cada um deles acaba se tornando uma hilária comédia que promete arrancar boas risadas da plateia.

Os ingressos para o espetáculo têm preço de R$ 25 nos postos do Sinparc e de R$ 60 na bilheteria do teatro. A classificação é 12 anos. “Desesperados” é um texto cômico, divertido e sensível, dirigido por Maurício Canguçu e pelo ator e diretor Diego Krisp. A dramaturgia, que apresenta para o público mais de 30 personagens, é assinada por Fernando Ceylão, roteirista da Rede Globo, Netflix e Amazon.

O espetáculo aborda questões debatidas frequentemente nas salas de terapia do mundo inteiro. “Desesperados” desnuda seus protagonistas, mostrando-os para além das aparências, sem máscaras sociais ou disfarces gerados pela ilusão das redes sociais.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail