Abertura de empresas em Minas Gerais é a maior desde 2019

A região do Jequitinhonha e Mucuri se destacou na criação de negócios no Estado

19 de janeiro de 2024 às 20h26

img
O Vale do Jequitinhonha e Mucuri foi o grande destaque em Minas, puxado pelo desenvolvimento gerado pelo Vale do Lítio | Crédito: Sigma Lithium / Divulgação

Minas Gerais somou 85.904 novas empresas em 2023, o equivalente a 235 negócios abertos por dia e dez por hora. O desempenho representa aumento de 10,54% sobre o observado no ano anterior, quando foram abertos 77.716 empreendimentos no Estado, e é o mais elevado desde 2019. Os dados são do relatório anual de registros mercantis da Junta Comercial de Minas Gerais (Jucemg).

Só em dezembro, Minas alcançou a marca de 6.537 empresas abertas, o que representa avanço de 16,19% na comparação com o mesmo mês de 2022. Em dezembro daquele ano, havia sido registrada a abertura de 5.626 negócios no Estado.

Dentre as diferentes regiões, o principal destaque do ano foi a região do Jequitinhonha e Mucuri, com 1.907 empresas criadas, representando alta de 18,45% sobre o exercício anterior. Considerando apenas o último mês dos dois exercícios, o desempenho da região aumentou 30,43%.

Um dos fatores que motivou o crescimento, conforme o governo do Estado, foi a iniciativa do Vale do Lítio, formado por 14 municípios mineiros, que já atraiu R$ 5,5 bilhões em investimentos e gerou cerca de 10 mil postos de trabalho na região, entre empregos diretos e indiretos.

Conforme o relatório da Jucemg, depois degião do Jequitinhonha e Mucuri, vieram as seguintes regiões:

  • Triângulo Mineiro (12,85%)
  • Norte de Minas (12,02%)
  • Noroeste (11,89%)
  • Central (11,26%)
  • Alto Paranaíba (11,16%)
  • Sul (10,18%)
  • Rio Doce (9,26%)
  • Centro-Oeste (6,81%)
  • Zona da Mata (4,77%)

Todas registraram aumento no número de empresas abertas no último ano frente a 2022.

Já entre as cidades com maior volume de novas empresas em 2023 se destacaram:

  • Belo Horizonte (21.948)
  • Uberlândia (5.116)
  • Contagem (2.968)
  • Juiz de Fora (2.351)
  • Montes Claros (1.888)
  • Uberaba (1.819)
  • Betim (1.351)
  • Divinópolis (1.246)
  • Governador Valadares (1.226)
  • Ipatinga (1.130)

Por outro lado, o número de empresas encerradas em Minas Gerais também aumentou em 2023. Os negócios fechados passaram de 46.564 para 48.959 no ano passado. Isso representa crescimento de 5,14% entre os exercícios. A Jucemg ponderou que a quantidade é quase duas vezes menor do que o número de aberturas de novos negócios observado em Minas.

(Com informações da Agência Minas)

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail