Inadimplência no Brasil recuou 0,98% em dezembro do ano passado

A inadimplência atingiu quase metade dos consumidores no País no último mês de 2023

22 de janeiro de 2024 às 20h07

img
Pouco mais da metade (50,4%) das mulheres estão inadimplentes | Crédito: Pexels

O número de consumidores inadimplentes no Brasil caiu 0,98% em dezembro de 2023, passando de 71,81 milhões para 71,1 milhões de pessoas com contas em aberto. O Mapa da Inadimplência e Renegociação de Dívidas, do Serasa, revelou que o valor médio dessas dívidas é de R$ 1,37 mil, 1,78% abaixo do registrado em novembro.

Já o valor total das dívidas no País encerrou 2023 a R$ 367 bilhões. Isso representa uma queda de 2,66% na comparação com o mês anterior. Dessa forma, o valor médio por pessoa ficou em R$ 5,17 mil, 1,7% abaixo do valor registrado em novembro.

As dívidas com bancos e cartão de crédito seguem como as principais no País, com uma taxa de 27,92%. Já as contas básicas, como água, luz e gás, aparecem em segundo lugar, com 24,04% das dívidas. Depois vem as financeiras e o segmento de varejo, com 16,85% e 11,07%, respectivamente.

Inadimplência por estado

Dentre as uniões federativas, o Rio de Janeiro teve a maior taxa de inadimplentes, com 53,05% da população do estado. Em seguida aparece Amapá (52,18%), Distrito Federal (51,98%), Amazonas (51,41%) e Mato Grosso (50,58%). O estado do Piauí registrou a menor taxa de inadimplência do Brasil, com 33,47%.

Minas Gerais fechou o mês de dezembro com 39,76% da população nessa situação. O resultado foi o segundo mais baixo da região Sudeste, ficando acima apenas do Espírito Santo (38,96%), e abaixo da média nacional (43,35%).

Já na divisão por idade, o público que mais se destaca são as pessoas de 41 a 60 anos, com 35% da população. Logo depois apareceu a parcela com faixa etária entre 26 e 40 anos (34,2%), acima de 60 anos (18,7%) e as pessoas com até 25 anos (12,1%).

Na análise por gênero, as mulheres apresentam a taxa de inadimplência mais elevada na pesquisa do Serasa, com 50,4% desse público, contra 49,6% dos homens.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail