Mercado volta a reduzir projeção para a inflação em 2024

BC inicia nesta terça-feira sua primeira reunião de política monetária do ano, e a expectativa é de que adote novo corte de 0,5 p.p., levando a Selic a 11,25%

30 de janeiro de 2024 às 9h17
Atualizada em 30 de janeiro de 2024 às 11h27

img
Crédito: REUTERS/Paulo Whitaker

Analistas consultados pelo Banco Central reduziram pela terceira semana seguida a perspectiva para a inflação neste ano, deixando inalterado o cenário para a política monetária, mostrou a pesquisa Focus divulgada nesta terça-feira (30).

O levantamento, que capta a percepção do mercado para indicadores econômicos, apontou que a expectativa para a alta do IPCA em 2024 foi reduzida em 0,05 ponto percentual, a 3,86%.

A projeção segue acima do centro da meta oficial, que é de 3,0%, mas abaixo do teto, de 4,50%.

Para 2025, 2026 e 2027 a pesquisa continua apontando expectativa de alta de 3,50% para o IPCA.

Em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), a estimativa é de crescimento de 1,60% este ano e 2,00% no próximo, sem alterações.

A pesquisa semanal com uma centena de economistas mostrou ainda que os especialistas consultados continuam enxergando a taxa básica de juros Selic a 9,0% ao final de 2024 e a 8,50% em 2025.

O BC inicia nesta terça-feira sua primeira reunião de política monetária do ano, e a expectativa é de que adote novo corte de 0,5 ponto percentual quando anunciar sua decisão na quarta, levando a Selic a 11,25%.

Atraso na divulgação do boletim

O boletim Focus costuma ser divulgado na segunda-feira, mas foi adiado em um dia em virtude do protesto dos servidores do BC, que pedem melhorias na carreira, contratação de mais servidores, reajuste salarial, retribuição por produtividade, exigência de nível superior para o cargo de técnico e outras solicitações.

De acordo com o sindicato, o Banco Central não realiza concurso há mais de dez anos e tem hoje 44% de postos vagos de um total de 6.470. (Com Folhapress)

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail