Minas registra abertura de 85,9 mil novas empresas em 2023

Estado teve 235 novos empreendimentos abertos por dia. Levantamento não inclui quem é Microempreendedor Individual (MEI)

24 de janeiro de 2024 às 12h56

img
2023 obteve 8.188 novas empresas registradas a mais que em 2022 | Crédito: Adobe Stock

Minas Gerais encerrou o ano de 2023 com um saldo de 85,9 mil novas empresas registradas. O volume é o mais significativo entre os números monitorados pela Junta Comercial de Minas Gerais (Jucemg) desde 2019.

Segundo o relatório anual de registros comerciais, divulgado nesta semana, somente no ano passado, 235 novos empreendimentos foram abertos por dia no Estado.

O número inclui todos os tipos de empresa, exceto os MEIs (Microempreendedor Individual), cujos registros são feitos pelo governo federal.

O desempenho do novo balanço revela um crescimento de 10,54% em comparação a 2022, quando foram registrados 77.716 novos empreendimentos, ou seja, 212 por dia. “São 8.188 novas empresas registradas a mais que em 2022, um salto espetacular”, comemorou a presidente da Jucemg, Patricia Vinte Di Iório.

Governo atribui aumento a desburocratização

Para o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Sede), Fernando Passalio, a abertura de empresas é um dos indicadores mais notáveis do desenvolvimento econômico e resulta em uma rápida melhoria na qualidade de vida da população mineira.

“Esse resultado positivo em 2023 é um dos frutos da política do Governo de Minas voltada para a simplificação e facilitação para quem quer empreender. No caso do Jequitinhonha, trata-se de uma inversão muito significativa de panorama: de uma região quase abandonada durante outras gestões, está agora, progressivamente, se tornando um dos grandes motores do crescimento mineiro”, avaliou.

O governador do Estado, Romeu Zema (Novo), celebrou o resultado monitorado pela Jucemg e reconheceu que o empreendedorismo tem dado passos largos no Estado.

“Os mineiros já estavam cansados de tanta burocracia, e o governo tem o papel de facilitar e não atrapalhar o desenvolvimento. Esses números provam que as pessoas estão mais confiantes e dispostas a investir seus empreendimentos no Estado”, disse Zema.

Veja o desempenho das aberturas por regiões de Minas:

  • A região de melhor desempenho proporcional foi o Vale do Jequitinhonha e Mucuri, com um aumento de 18,45% no número de novos negócios em comparação com 2022;
  • O Triângulo Mineiro foi a segunda região mineira com mais aberturas, um aumento de 12,85%, frente 2022;
  • O Norte de Minas registrou crescimento de 12,02% em novas firmas;
  • Noroeste teve aumento de 11,89%;
  • Região Central, que inclui Belo Horizonte e região metropolitana, teve aumento foi de 11,26% em 2023;
  • O Alto Paranaíba teve avanço de 11,16%;
  • Outras regiões também tiveram saldo positivo: Sul de Minas (10,18%), Rio Doce (9,26%), Centro-oeste (6,81%) e Zona da Mata (4,77%).

Registros baixados também cresceram em 2023

Quanto aos encerramentos, o ano de 2023 apresentou um total de 48.959 registros baixados em Minas, em comparação com 46.564 extinções em 2022, representando um aumento de 5,14%.

Tags:
Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail