Aperam BioEnergia adere ao programa Aliança Ambiental Estratégica

Ao ingressar na aliança ambiental, a Aperam BioEnergia apresenta seu novo projeto, o Aperam Raízes do Vale

2 de outubro de 2023 às 13h51

img
A empresa é detentora de florestas renováveis de eucalipto e possui uma capacidade para produção anual de 430 mil toneladas de carvão vegetal | Crédito: Adobe Stock

A empresa Aperam BioEnergia, do Grupo Aperam, é a primeira a aderir ao programa Aliança Ambiental Estratégica. A companhia produtora de carvão vegetal também anunciou o lançamento de seu novo projeto chamado Aperam Raízes do Vale.

A Aliança Ambiental Estratégica é resultado de uma parceria entre a Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), por iniciativa do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad). O objetivo é potencializar o comprometimento de corporações com a implementação de projetos socioambientais.

Para a Aperam BioEnergia esse acordo representa um grande avanço em sua missão de fomentar ações voltadas para a esfera ambiental e social em Minas Gerais. Ao unir-se ao programa, a companhia apresenta seu projeto inovador focado em plantios consorciados nas florestas renováveis de eucalipto.

A iniciativa visa promover a segurança alimentar das famílias, gerando trabalho, renda e utilizando a tecnologia Biochar, exclusividade da empresa, para melhorar a fertilidade do solo e promover o desenvolvimento sustentável.

Com a adesão ao projeto, a empresa produtora de carvão vegetal receberá a Declaração de Adesão à Aliança Ambiental Estratégica. A analista ambiental da gerência de consultoria para negócios da FIEMG, Kamila Viela, conta que a entrada da Aperam BioEnergia representa uma grande conquista para a empresa, gerando valor e impacto positivo para a comunidade na qual ela encontra-se inserida.

“A partir da mensuração dos resultados do projeto da Aperam BioEnergia, ela receberá o Selo Sustentabilidade como diferencial ambiental. O selo agrega valor à empresa por reconhecer o seu comprometimento com o desenvolvimento sustentável no Estado”, explica.

A empresa é detentora de florestas renováveis de eucalipto e possui uma capacidade para produção anual de 430 mil toneladas de carvão vegetal. Ela também é responsável pela geração de aproximadamente mil empregos diretos e três mil indiretos.

Com o projeto, a empresa busca utilizar de maneira inovadora seus ativos florestais, promovendo o plantio de culturas agronômicas que beneficiam diretamente a comunidade local.

Kamila Viela reforça que as empresas que aderirem ao programa terão o reconhecimento de seus projetos voluntários e a credibilidade de sua marca. “Gerando valor à sociedade, contribuindo concretamente para os resultados de sustentabilidade no Estado”, completa.

Quem estiver interessado em fazer parte da Aliança Ambiental Estratégica e deseja contribuir para um futuro mais verde em Minas pode se inscrever e obter mais informações no site do IEL.

Icone whatsapp

O Diário do Comércio está no WhatsApp.
Clique aqui e receba os principais conteúdos!

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail