Diversidade, equidade e inclusão são temas da comunicação interna

Empresas brasileiras cuidam do tema diversidade, mas caminho para uma sociedade mais equilibrada ainda é longo

14 de setembro de 2023 às 0h21

img
Presidente e diretora editorial do DIÁRIO DO COMÉRCIO, Adriana Muls participou do evento | Crédito: Samuel Martins

Ajudar a criar e a fortalecer ambientes corporativos saudáveis e produtivos foi o principal objetivo do Workshop de Comunicação Interna realizado, ontem, pela Prefácio Comunicação. O evento, que contou com o apoio do DIÁRIO DO COMÉRCIO, aconteceu no auditório da  Fundação Affemg de Assistência e Saúde (Fundaffemg), na região Centro-Sul. O tema “Comunicação Interna & Diversa” propiciou um momento de conversas e troca de experiências sobre o tema Diversidade, Equidade e Inclusão (DE&I) e o papel da comunicação interna na construção de um ambiente melhor e mais seguro para todas as pessoas. 

De acordo com a diretora da Prefácio e painelista no evento, Celuta Utsch, as empresas que têm DE&I como valor e prática precisam contar com uma comunicação corporativa que transborde isso para todos os seus públicos, gerando conscientização e engajamento.

“A comunicação interna ganhou uma força muito grande nesses últimos anos. Com o trabalho híbrido e o trabalho remoto, a comunicação interna ganhou espaço na estratégia das empresas. Outro tema que também avançou foi a diversidade. Por isso juntamos os dois nesse evento. Consideramos que a comunicação interna é responsável por transmitir os valores internamente e provocar mudanças e transformações nas pessoas que enxergam esse tema como imprescindível não só para as empresas, mas para a sociedade em geral. Todas as empresas, independentemente do setor ou porte, estão sendo cada vez mais cobradas por sua responsabilidade ambiental, social e pela sua governança”, explicou Celuta Utsch. 

Segundo o Panorama das Estratégias de Diversidade no Brasil 2022 e tendências para 2023/Blend Edu, 80% das corporações no País destinam parte do orçamento para a promoção de ações de diversidade e inclusão e 71% possuem uma área dedicada para desenvolver estratégias sobre o tema. 

Para a presidente e diretora editorial do DIÁRIO DO COMÉRCIO, Adriana Muls, o tema da DE&I deve começar a ser debatido e as ações postas em prática a partir do indivíduo. 

“Tudo começa a partir do indivíduo. A comunicação a partir do indivíduo é aquela capaz de transformar. Se começamos a nos responsabilizar pelas palavras que dizemos, começamos a mudar as coisas. A comunicação pode ser  simples se a gente coloca afeto para se conectar”, afirmou Adriana Muls. 

Para tratar o tema “ESG na estratégia do negócio”, foi convidado o CEO da TSEA, José Roberto Reynaldo. “Para que o ESG esteja realmente dentro da estratégia e não seja só mais um assunto que aparece de vez em quando, a alta direção precisa assumir esse compromisso. Tem que definir uma agenda de longo prazo, para que ela não atinja somente as questões dos interesses imediatos. Essa decisão deve ser inserida no contexto das pessoas, vindo de cima e seguir permeando os mais diferentes níveis”, destacou Reynaldo.

A especialista em comunicação não violenta, Iaçanã Woyames, chamou a atenção para o fato da DE&I não dizer respeito aos grupos minorizados mas, sim, a cada um de nós. 

“Não estamos falando sobre algo externo, não estamos falando sobre grupos. A primeira coisa que pensamos quando o assunto é diversidade, é na a palavra ‘diferença’. Mas todos nós somos diferentes uns dos outros. Quando pensamos em diferença, fazemos um juízo de valor em que alguns grupos são bons ou ruins.  A diversidade é um assunto que atravessa todos nós. Ela não é uma estratégia, uma ferramenta ou uma técnica, é um jeito de ser e de pensar. Isso também é um convite para o nosso individual, também para que a gente possa pensar institucionalmente”, avaliou Iaçanã Woyames.

Diversidade no Brasil

O tema “A inclusão como parte da cultura”, ficou sob a responsabilidade da analista de comunicação da Abbot, Fernanda Oliveira.

“Para falar de diversidade é preciso buscar um propósito, o que é importante pra gente dentro da nossa vivência e qual o impacto disso na sociedade. Eu não tenho nenhum marcador forte dentro da diversidade, mas convivo na minha família com pessoas que têm. Vivenciar isso com eles me fez refletir. Ver o impacto sobre eles de uma sociedade que não é inclusiva, que não é diversa, me trouxe um apelo pela causa. Então, bem antes de uma implementação na Instituição, eu já tinha um apelo pela causa e uma busca de conhecimento que eu acho que é muito importante a gente entender. E aí veio a Abbot. Alguns pilares foram criados globalmente e em a nível nacional algumas pessoas se voluntariaram para participar e começaram a cascatear algumas informações desses grupos de afinidades que foram construídos. O Brasil começou a perceber a necessidade da criação de um comitê. Hoje, somos um case dentro da Abbot pelas iniciativas e o formato em que as ações foram estruturas aqui”, analisou Fernanda Oliveira. 

A diretora do Women in Mining Brasil (WIN Brasil), Bárbara Procópio, proferiu a palestra “Diversidade e equidade de gênero”. 

“Falando sobre a RHI Magnesita, onde trabalho, vivemos um movimento muito interessante. Apesar do compromisso ter vindo da matriz na Europa, foi a unidade brasileira que puxou as ações de diversidade. No caso do WIN, que é um movimento global, temos alguns países em que a discussão está mais evoluída, como na Inglaterra, por exemplo. No Canadá é a mesma coisa. E quanto aos Estados Unidos, a resistência e o questionamento ao tema são muito grandes”, completou Bárbara Procópio.

Icone whatsapp

O Diário do Comércio está no WhatsApp.
Clique aqui e receba os principais conteúdos!

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail