Livro traz memórias da cidade de Pedro Leopoldo

Professora narra suas experiências afetivas vividas em sua cidade natal

3 de fevereiro de 2024 às 5h15

img
Regina Belisário escreveu livro com base em suas anotações | Crédito: Divulgação/Regina Belisário

Aos 88 anos, a professora Regina Belisário faz uma caminhada afetiva rumo à sua cidade natal: Pedro Leopoldo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), com o seu livro “Antes que o tempo apague”. A obra, escrita aos poucos e de maneira espontânea, são as memórias da menina Regina que morou na casa do avô Juca na cidade dos sete aos 11 anos. Segundo ela, os fatos são narrados sob a ótica da menina que podia andar livremente pelas ruas da cidade, conhecendo cheiros, sabores, aprendendo com as pessoas, ouvindo histórias.

“O livro é feito das minhas anotações. Durante muito tempo a cada passagem, a cada pessoa que eu me lembrava, eu fazia uma anotação no computador. Assim o livro foi surgindo espontaneamente. É a minha caminhada afetiva para a cidade que eu amo, a uma época da vida muito boa e que hoje quero compartilhar e reverenciar”, explica Regina Belisário.

De acordo com informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Pedro Leopoldo nasceu das bandeiras chefiadas por Fernão Dias em busca de pedras preciosas. Abrindo caminhos pelo interior do Brasil, os bandeirantes chegaram à região por volta de 1680, iniciando diversas povoações pelo caminho. Permaneceram no local principalmente índios e escravos que, na obrigação de cultivar a terra para o abastecimento das expedições futuras, acabaram por se estabelecer.

Em 1893, Antônio Alves iniciou as obras da sua fábrica têxtil, que viria a ser inaugurada em 1895. Nessa mesma época, também foi inaugurada a Estação Ferroviária da Central do Brasil, denominada Dr. Pedro Leopoldo, em homenagem ao engenheiro responsável pela sua construção, que havia falecido no ano anterior.

E, em 1901, os chefes políticos locais conseguiram a elevação de Pedro Leopoldo a distrito de Santa Luzia. O município, instalado em 1924, foi elevado à categoria de cidade em 1925.

Dados do Censo 2022 revelam que a cidade atualmente tem quase 63 mil habitantes.

“Pedro Leopoldo sempre foi uma cidade importante por causa de uma fábrica de tecidos fundada pelos meus ancestrais. Hoje é uma cidade-dormitório e as pessoas que chegam não têm uma ligação familiar e afetiva. Agora é um novo tempo e andamos pelas ruas sem conhecer ninguém. Sinto que poderia ser uma cidade que abrisse caminho para mais trabalho, mais indústrias. Acho que estamos prontos para isso. Desejo que a cidade seja vista dentro das suas possibilidades, vista com o coração. O livro é dedicado às pessoas que viveram a minha época, os que adotaram a cidade e os que vão viver”, pontua.

Entre as personalidades que conheceu na infância em Pedro Leopoldo, a professora destaca no livro o médium Chico Xavier pela bondade e simplicidade.

Também os pioneiros que fundaram a fábrica de tecidos Cachoeira Grande e aos médicos que administram o hospital municipal. E o empresário da área de transportes pedro-leopoldense por adoção, José Diniz Lobato.

“Chico colocou a cidade no mapa e alavancou uma fase de prosperidade, em que foram construídos hotéis e muita gente vinha pra cá. Ele foi colega da minha mãe no grupo escolar. Lembro dele andando pela cidade, com extrema simplicidade. Ia de bicicleta ao trabalho. Foi excepcional em termos de bondade e doçura. Outro nome importante é Theotônio Batista, fundador do Colégio Imaculada Conceição e da fábrica de cimento Cauê. Essas pessoas merecem ser lembradas e reverenciadas pelo que fizeram pela cidade e pelo exemplo que deixaram”, avalia a autora.

O lançamento de “Antes que o tempo acabe” será dia sete de março, na Livraria da Rua, no bairro Funcionários (região Centro-Sul), da Capital.

Tags:
Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail