Turismo em Minas Gerais terá crescimento de 20% no Carnaval, diz CNC

Embora lidere as expectativas de crescimento, o faturamento esperado para a atividade no Estado é de R$ 5,2 bilhões, inferior ao estimado para o Rio de Janeiro e para São Paulo

29 de janeiro de 2024 às 18h21

img
Minas Gerais lidera como o estado com maior crescimento turístico no Carnaval | Crédito: Leo Lara/Belotur

Minas Gerais vai puxar o crescimento das atividades turísticas no Brasil durante o período do carnaval, com faturamento de R$ 5,2 bilhões. É o que indica pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que prevê um movimento R$ 9 bilhões acima da média apurada pela atividade em todo o País nos dias da festa momesca, representando incremento de 10% em relação ao impacto de 2023.

Com programação intensa tanto na Capital como nas cidades do interior, em Minas Gerais, o aumento deverá ser da ordem de 20%. Em seguida, aparecem Paraná e Rio Grande do Sul, com crescimentos de 14,5% e 12,2%, respectivamente. Ainda conforme o levantamento, a atividade deverá ser impulsionada em todas as unidades federativas no período.

Além do destaque esperado para este exercício, Minas, Paraná e Rio Grande do Sul também apresentaram os maiores crescimentos acumulados entre 2021 e 2023. Incremento que, conforme o economista-chefe da entidade, Felipe Tavares, deverá ser mantido ao longo do ano.

“A profissionalização da atividade do turismo nos últimos anos, além da maior demanda por esses serviços, justifica o surgimento de destinos menos tradicionais como protagonistas para os turistas que buscam aproveitar esse período não somente para as grandes festas de carnaval”, afirma.

Embora lidere as expectativas de crescimento do turismo, o faturamento de R$ 5,2 bilhões esperado para Minas Gerais no carnaval é inferior ao esperado para o Rio de Janeiro, que terá R$ 5,3 bilhões, e São Paulo, que terá lucro de R$ 16,3 bilhões no período. Os estados de Bahia e Rio Grande do Sul seguem em última posição, com valores de R$ 2,7 bilhões.

Os resultados esperados para o lucro se devem ao contexto econômico de cada estado. Conforme o economista-chefe da CNC, “quanto maior o fluxo turístico, a população residente e a renda média, mais alta a projeção”.

Gasto maior do consumidor e mais empregos temporários

Segundo dados do Banco Central (BC), em 2023, os turistas brasileiros contribuíram para aumento de 19% nos gastos realizados no exterior em comparação com 2022. Já para os turistas estrangeiros, os gastos cresceram 44% no mesmo tipo de comparação.

De acordo com Tavares, os valores de alta analisados em 2022 e 2023 permanecerão constantes, as despesas no exterior de turistas brasileiros devem contribuir para um crescimento de 19%, com resultado final de US$ 1,3 bilhões. No Brasil, os gastos dos estrangeiros deve atingir acréscimo de 19,4%, figurando US$ 971 milhões no carnaval deste ano.

turismo minas gerais carnaval
Crédito: Alexandre Guzanshe / Belotur

Empregos temporários no Carnaval

O número de postos de trabalho temporários também deve crescer neste ano, de acordo com a CNC. Cerca de 66.699 vagas devem ser geradas no carnaval, com uma taxa de 3,1% de efetivação.

“Acreditamos que o carnaval vai cumprir o seu padrão de ocupação plena de vários segmentos de hospedagem, demanda muito grande de alimentação fora do lar, processos e serviços de catering para atendimento de grupos nas avenidas e no carnaval de rua”, explicou o diretor da CNC e presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), Alexandre Sampaio. (Com informações da Agência Brasil)

*estagiário sob supervisão da edição

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail