Lula defende que Vale pague por desastres ambientais em Mariana e Brumadinho

Lula criticou a mineradora por fingir que nada aconteceu

8 de fevereiro de 2024 às 10h30

img
Crédito: REUTERS/Adriano Machado

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta quinta-feira que a mineradora Vale pague pelas tragédias ambientais envolvendo a empresa nas cidades mineiras de Brumadinho e Mariana, mas disse que ainda é preciso encontrar uma solução para o caso.

Durante entrevista à Rádio Itatiaia, em meio à visita ao Estado de Minas Gerais, Lula criticou a mineradora por fingir “que nada aconteceu” em Brumadinho e Mariana.

Em 2015 e 2019, as cidades de Mariana e Brumadinho, respectivamente, foram alvos das consequências do rompimento de barragens ligadas a Vale que deixou centenas de mortos e uma situação humanitária crítica na região.

Enquanto no caso de Brumadinho a barragem Mina Córrego do Feijão pertencia a empresa, a mina de “Fundão”, responsável pelo desastre em Mariana, pertencia a Samarco, um empreendimento conjunto entre a Vale e a BHP.

A Vale não respondeu imediatamente a um pedido de comentário feito pela Reuters.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail