Safra atual de algodão do Brasil é estimada em 3,33 milhões de toneladas, alta de 5%

O aumento deverá se dar com um crescimento da área plantada de cerca de pouco mais de 200 mil hectares no Brasil, para 1,8 milhão de hectares

31 de janeiro de 2024 às 14h50

img
Crédito: Amipa/Divulgação

São Paulo A produção de algodão do Brasil em 2023/24 foi estimada em 3,33 milhões de toneladas, alta de 5,1% ante a safra anterior, segundo relatório da consultoria StoneX divulgado nesta quarta-feira (31).

O aumento deverá se dar com um crescimento da área plantada de cerca de pouco mais de 200 mil hectares no Brasil, para 1,8 milhão de hectares, com impulso do plantio em Mato Grosso, que responde por cerca de 70% da oferta da pluma no país.

A expansão da área em Mato Grosso e também na Bahia, segundo produtor nacional, está relacionada, em grande parte, ao aumento da atratividade do plantio da pluma em relação ao milho.

Outro fator que contribuiu para o aumento da área de algodão, segundo a StoneX, foram os problemas enfrentados na sojicultura. Algumas regiões, em função de adversidades climáticas registradas nos últimos meses de 2023, apresentaram um encurtamento do ciclo da soja, possibilitando a antecipação do plantio do algodão, disse a StoneX.

“Em alguns casos mais extremos, o produtor optou por desistir da soja, antecipando a semeadura da pluma para a primeira safra”, disse o analista de inteligência de mercado do grupo, João Pedro Lopes, em nota.

Com o crescimento da oferta, a StoneX projeta um salto de 50% na exportação de algodão do Brasil em 2023/24, para 2,5 milhões de toneladas.

O forte crescimento acontece com o Brasil iniciando a safra 23/24 com mais de 2 milhões de toneladas em estoques, segundo números da StoneX.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail