17 dicas para proteger seu cartão e celular no Carnaval de Belo Horizonte

Multidões se transformam em ambiente perfeito para a atuação de criminosos

12 de fevereiro de 2024 às 5h00

img
Exibição de celular em multidões pode ser alvo para criminosos | Crédito: Nacho Doce/Reuters

O celular pode ser um grande aliado durante o Carnaval, seja para ver as rotas dos bloquinhos, garantir as fotos com os amigos foliões ou fazer pagamentos com Pix. Mas é importante ter atenção para que a diversão não se torne um transtorno, com a perda ou roubo de um aparelho que guarda informações e dados tão valiosos.

Para proporcionar um evento mais seguro, destacamos, a seguir, algumas dicas da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) para a prevenção contra possíveis roubos, furtos ou golpes em blocos de rua e festas fechadas.

Como proteger seu celular no Carnaval

  • Use bolsas transversais ou doleiras presas ao corpo para evitar furtos;
  • Evite exibir pertences de valor: celulares, joias ou grandes quantias em dinheiro;
  • Certifique-se de ter ativado aplicativos de rastreamento e bloqueio remoto em seu celular;
  • Evite usar caixas eletrônicos isolados e verifique se não há ninguém suspeito por perto;
  • Não forneça informações pessoais ou bancárias em ligações telefônicas ou mensagens de texto suspeitas;
  • Utilize cartões de crédito com tecnologia de chip. Eles são mais seguros que os cartões de tarja magnética;
  • Configure seu cartão de crédito pelo aplicativo definindo um valor máximo, porém, baixo para consumo diário;
  • Utilize a autenticação em duas etapas, tanto na tala de bloqueio do celular, quanto na tela de login do aplicativo bancário;
Câmeras de olho vivo vão colaborar com o monitoramento em tempo real durante os blocos de rua | Crédito: PBH
  • Crie chaves Pix aleatórias para transações temporárias durante o Carnaval. Não informe celular e CPF para pagamentos;
  • Mantenha seu celular e seus aplicativos protegidos com senhas ou biometria para impedir acesso não autorizado;
  • Não anote senhas e não guarde-as na própria capinha de celular;
  • Contrate um seguro celular, caso considere necessário;
  • Evite fazer pagamentos com maquininhas cujo o visor esteja danificado;
  • Peça sempre o comprovante de compra;
  • Evite realizar transações bancárias ao utilizar redes de wi-fi públicas, pois elas são menos seguras;
  • Mantenha contato visual com seus amigos e estabeleça pontos de encontro caso alguém se perca;
  • Esteja atento a técnicas de distração: golpistas muitas vezes usam técnicas de distração, como derrubar algo ou pedir direções, enquanto um comparsa tenta furtar seus pertences.

Segundo a Polícia Militar de Minas Gerais, diante de casos de ocorrências ou suspeitas de crimes como roubos, furtos e golpes, a PMMG deve ser acionada pelo número 190. Já a PBH informa que em todos os dias de folia também haverá membros da corporação da Guarda Civil Municipal pelas ruas, além de monitoramento em tempo real por câmeras de olho vivo distribuídas pela cidade.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail