COTAÇÃO DE 17/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2820

VENDA: R$5,2820

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3100

VENDA: R$5,4500

EURO

COMPRA: R$6,2293

VENDA: R$6,2322

OURO NY

U$1.754,86

OURO BM&F (g)

R$298,96 (g)

BOVESPA

-2,07

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Direto da Redação

Seminário de Políticas Públicas discute futuro das exportações do agro mineiro

COMPARTILHE

POR

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

Centenas de pessoas acompanharam, na manhã dessa terça-feira (23/3), o primeiro dia do VI Seminário de Políticas Públicas para o Setor Rural – Cenários e Perspectivas de Exportações e Importações do Agronegócio Mineiro. O evento, promovido pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sede), terá, na próxima terça-feira (30/3), a transmissão ao vivo de seu segundo dia de palestras e debate. Para se inscrever, clique AQUI.

Com pouco mais de 3 horas de transmissão, o primeiro dia teve um total de 473 reproduções, com um pico simultâneo de 160 espectadores. O seminário, que teve início em 2019, visa nesta sexta edição fazer uma reflexão sobre a política pública de exportação e importação do agronegócio de Minas. “Vamos avaliar quais as estratégias que o país e o estado estão utilizando, identificando as oportunidades, desafios e gargalos”, detalha o superintendente de Economia e Inovação Agropecuária da Seapa, Carlos Eduardo Bovo.

PUBLICIDADE

Na abertura do evento desta terça, a secretária Ana Maria Valentini lembrou que, apesar de marcado pela pandemia, com mudança na dinâmica de praticamente todos os setores da economia mundial, o ano de 2020 teve o maior volume de produtos agropecuários exportados da história de Minas Gerais.

“Foram 12,7 milhões de toneladas embarcadas. Tivemos também a segunda maior receita de exportações, com US$ 8,7 bilhões, o que representou 33,2% de todas as vendas externas do estado. Nossos produtos foram enviados para 172 países. E, por isso, visando aprofundar as discussões dessa importante pauta para o nosso setor, escolhemos este para ser o tema da primeira edição de 2021 do Seminário de Políticas Públicas para o Setor Rural”, detalhou a secretária.

O secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, destacou a importância da agropecuária para a economia do estado. “Minas Gerais foi abençoada com tantas riquezas naturais, com uma potencialidade do agronegócio tão grande, que somos gigantes do café, do leite, da soja e de diversos outros produtos, que geram muito emprego, muita renda e muita participação no PIB. Por isso costumo dizer que as políticas de desenvolvimento econômico não acontecem só na Sede, e que a Seapa é uma grande responsável pelo desenvolvimento econômico desse setor tão importante”, pontuou durante a abertura.

Palestras

O primeiro palestrante do seminário foi Orlando Leite Ribeiro, secretário de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que falou sobre a política nacional de exportações para o agronegócio.

“Em 2020 o agro representou 48% das exportações do país, a maior participação na pauta exportadora desde que começamos a registrar esses números. Ainda no ano passado, enquanto os outros setores tiveram queda de 15% nas exportações, o agronegócio teve um aumento de 4%. Essa evolução colocou o Brasil em destaque no âmbito mundial como fornecedor de alimentos, sendo o país hoje o maior produtor e exportador de três importantes commodities: soja em grão, café e suco de laranja”, destacou em sua apresentação.

Em seguida foi a vez do subsecretário de Política e Economia Agropecuária da Seapa, João Ricardo Albanez, falar um pouco sobre o cenário das exportações do agro mineiro e das perspectivas para 2021.

“A expectativa para este ano é de aumento nas transações internacionais, devido à retomada das atividades econômicas com a aplicação das vacinas. Temos observado a recuperação da Ásia, principalmente na China, com expectativa de um crescimento robusto do PIB. Com essa retomada também no hemisfério Norte, a dinâmica da economia desses países voltando à normalidade, isso tudo vai impactar com certeza nas exportações. Então temos algumas expectativas favoráveis para 2021”, complementou.

O terceiro palestrante do dia foi Juliano Alves Pinto, subsecretário de Promoção de Investimentos e Cadeias Produtivas da Sede, que falou um pouco sobre a parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e a Seapa visando a promoção de exportações do agronegócio do estado.

“A Seapa cuida da porteira para dentro e nós, da Sede, nos ocupamos da porteira para fora, no sentido de divulgar, de fazer a promoção dos produtos mineiros para o mundo. Essa sinergia é fundamental, pois nós da Sede não temos contato diretamente com o produtor, com os distintos órgãos de representação do setor. Mas temos esse contato com as instituições federais e que cuidam da promoção das exportações”, explicou.

Entre os principais objetivos dessa parceria estão: identificar oportunidades de exportação para produtos do agro mineiro; fortalecer e ampliar a presença comercial de produtos do agronegócio nos países onde há potencial inexplorado; diversificar os mercados de destino das exportações; apoiar a inserção internacional de setores do agronegócio que ainda não realizam exportações; e sensibilizar setores para o benefício de estar presente no comércio internacional.

Por fim, o último palestrante do dia foi Mário Ferreira Campos Filho, presidente do Sindicato da Indústria da Fabricação do Álcool de Minas Gerais (Siamig). Entre os vários dados da cadeia sucroalcooleira enumerados, ele destacou a flexibilidade do setor do brasil.

“Tivemos um grande crescimento na produção de açúcar na safra 20/21, passando de 29,6 na safra anterior para quase 42 milhões de toneladas de açúcar. Todos sabem que, com a pandemia, tivemos uma redução muito forte do consumo de combustíveis na safra passada. Dessa forma a indústria sucroalcooleira pode destinar essa produção um pouco mais para o açúcar, e essa diferença veio no momento em que o mundo precisava mais desse produto”, acrescentou.

As palestras completas e o debate final, com todos os participantes deste primeiro dia de seminário, estão disponíveis no YouTube. Para assistir, basta clicar AQUI.

Segundo dia do evento

VI Seminário de Políticas Públicas para o Setor Rural – Cenários e Perspectivas de Exportações e Importações do Agronegócio Mineiro

  • Data: 30/3 (terça-feira)
  • Hora: 9h
  • Onde: YouTube da Seapa
  • Inscrições: CLIQUE AQUI
  • José Vítor Camilo – Ascom/Seapa
  • Foto: Reprodução/YouTube

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!