COTAÇÃO DE 24/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,8120

VENDA: R$4,8120

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,8900

VENDA: R$4,9960

EURO

COMPRA: R$5,1664

VENDA: R$5,1690

OURO NY

U$1.866,41

OURO BM&F (g)

R$289,06 (g)

BOVESPA

+0,21

POUPANÇA

0,6667%

OFERECIMENTO

Economia

Economia, negócios e educação: caminhando juntos para construir uma sociedade com mais oportunidades

COMPARTILHE

Prédio da Fundação Dom Cabral
Crédito: Divulgação

Desde o início da sua atuação em 1976, a Fundação Dom Cabral (FDC) aposta no poder social da educação para um mundo mais próspero e inclusivo e o FDC – Centro Social Cardeal Dom Serafim, criado em 8 de outubro de 2020, é o elo da instituição junto à sociedade, com o objetivo de se aproximar e trazer oportunidades para aqueles que buscam a possibilidade de empreender, gerar riqueza e prosperidade, mas não tiveram a possibilidade para se aprimorar por meio da educação.

Com o FDC – Centro Social Cardeal Dom Serafim, a Fundação Dom Cabral reúne todas as suas frentes de atuação na área social. São iniciativas que geram autonomia, dignidade e prosperidade por meio da educação, com objetivo de diminuir as desigualdades em diferentes frentes: jovens em situação de vulnerabilidade, empreendedores populares e organizações sociais.

PUBLICIDADE




“Acreditamos na soma, na união e na diversidade. Nós só vamos encontrar o verdadeiro potencial do nosso país quando todos tiverem oportunidades e puderem colaborar na construção de uma nova sociedade. Porque não há crescimento econômico sustentável sem o respaldo de ações sociais que possibilitem que as desigualdades sejam reduzidas. Para o país crescer, temos que ampliar o acesso à educação, contribuindo para que a nossa comunidade toda possa prosperar. E a FDC aposta e acredita que economia, negócios e a educação são pilares para este caminho de prosperidade”, afirma Nádia Rampi, diretora estatutária e líder do FDC – Centro Social Cardeal Dom Serafim.

Impactos

Para auxiliar os jovens em situação de vulnerabilidade, o FDC – Centro Social Cardeal Dom Serafim incorporou a Fundação José Fernandes de Araújo, que era o braço da FDC responsável pela oferta de bolsas de graduação. A iniciativa já fez a diferença na vida de milhares de jovens. Em 10 anos, foram concedidas 7.998 bolsas com um total de R$ 14.799.557,00 em investimentos. Apenas em 2021, foram 82 concedidas no primeiro semestre, 66 renovações e 58 novos pedidos estão em análise neste segundo semestre. O processo seletivo acontece semestralmente e pode ser acompanhado pelo site do FDC – Centro Social Cardeal Dom Serafim (https://www.fdc.org.br/sobreafdc/centro-social-cardeal-dom-serafim-programa-de-bolsas-graduacao) E no próximo dia 8, data em que se celebra o primeiro aniversário do Centro Social, serão anunciados os bolsistas do próximo semestre.

Os jovens também podem ter acesso a bolsas dos programas próprios da FDC, cursos livres de curta e média duração, de pós-graduação, Executive MBA e de mestrado profissional. O objetivo é formar líderes que busquem o desenvolvimento responsável e sustentável, oferecendo oportunidades de forma equânime. Já foram concedidas 42 bolsas, com investimentos na ordem de R$ 1.180.000,00.

O Programa Raízes leva conteúdo humanista e de diferentes áreas de conhecimento não acessíveis nas escolas tradicionais, fortalecendo o senso de comunidade destes jovens. São 429 participantes no formato presencial, desde 2011, realizado nas cidades de Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Fortaleza. Em 2021, o Raízes foi reformulado para o formato online, atende 40 estudantes na cidade de Sete Lagoas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, sendo a primeira turma realizada em uma cidade do interior. Já o Student Experience é destinado a jovens universitários, que participam de forma totalmente gratuita, de atividades em várias universidades da Europa, Ásia e América. Até hoje já foram atendidos 481 estudantes, sendo 29 em 2021.

Apoio aos empreendedores populares

PUBLICIDADE




A FDC acredita que é capaz de ajudar a transformar a realidade das pessoas e até mesmo do país com ações de apoio ao empreendedorismo social, especialmente em momentos como o que estamos vivendo. Uma das ações de destaque é a plataforma Pra>Frente que possibilita uma jornada de aprendizagem baseada em vídeos que misturam entretenimento e conteúdo aplicável. 602 empreendedores já foram contemplados em nove meses de projeto piloto realizado em 2020, em sete estados do Brasil. 5.500 empreendedores devem ser capacitados em 2021 a partir do lançamento da plataforma Pra>Frente Play, disponível gratuitamente desde 24 de agosto de 2021. E a plataforma tem capacidade de qualificar até 1 milhão de empreendedores populares em todo o país.

Organizações Sociais

A FDC entende que a capacitação dos gestores das organizações sociais é peça fundamental para a transformação que tanto precisamos. Nesta vertente, três programas são desenvolvidos. O Programa de Desenvolvimento de Gestão para Organizações Sociais (POS) já atendeu 93 organizações, 576 gestores capacitados, com mais de 680 mil pessoas impactadas diretamente e dois milhões indiretamente pelas organizações atendidas em 2018.

Empresas também são contempladas, por meio do Programa de Desenvolvimento de Empresas e Organizações Sociais (PDEOS) que já atendeu 33 empresas e 22 organizações. E para capacitar gestores de iniciativas sociais de pequeno porte, o BASIS – Trilha de Capacitação de Iniciativas de Impacto Social já atendeu 62 gestores e 26 organizações sociais.

Ampliação das oportunidades

Para ampliar este trabalho, a FDC lançou uma plataforma para arrecadar doações e criar um fundo de bolsas, o FDC Transforma, onde investidores individuais, grandes empresas, instituições, alunos e ex-alunos podem contribuir de várias formas, por meio do endereço www.fundodebolsas.fdc.org.br.

O Fundo de Bolsas FDC Transforma segue o movimento que existe em outras escolas de negócios em todo o mundo para fazer a concessão de bolsas e promover a inclusão social. Ele irá agrupar toda a família de iniciativas sociais da FDC sob a gestão do FDC – Centro Social Cardeal Dom Serafim. As bolsas educacionais são destinadas a pessoas de baixa renda, engajadas em ações de impacto e transformação social e, com potencial para desenvolver um papel de liderança em ações com foco em promover a inclusão e a diversidade ou que contribuam para a diminuição da pobreza. O fundo de bolsas tem relatórios semestrais que vão mostrar os impactos da iniciativa, com transparência em relação aos recursos arrecadados, número de bolsas de estudos concedidas e os estudantes beneficiados.

FDC – Centro Social Cardeal Dom Serafim

Foi idealizado pelo professor Emerson de Almeida, que em 1976, ao lado de Dom Serafim, fundou a FDC. Ao longo dos 36 anos que esteve como presidente executivo da FDC e, hoje, como presidente da diretoria estatutária, professor Emerson sempre esteve à frente de todas as iniciativas voltadas para o desenvolvimento, a sustentabilidade e a inclusão social.

“A escolha pelo nome do FDC – Centro Social Cardeal Dom Serafim é mais que uma homenagem. É uma inspiração e marca o legado deixado pelo fundador e patrono da FDC, Cardeal Dom Serafim Fernandes de Araújo, que foi incansável na busca pela inclusão social, por meio da educação, ele sempre nos dizia que não custa nada fazer o bem. Com a Fundação José Fernandes de Araújo, instituição também criada por ele e incorporada pela FDC em 2020, o Cardeal Dom Serafim apoiou a educação de milhares de jovens e agora, o FDC- Centro Social Cardeal Dom Serafim segue com a missão, através do seu programa de bolsas”, explica professor Emerson.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!