Crédito: PIXABAY

O Ocyan Waves Challenge, programa da plataforma de inovação da Ocyan, empresa do setor de óleo e gás, recebeu a inscrição de 106 startups de todo o País para atender aos desafios da empresa na segunda edição do programa, que está sendo realizada neste ano. As empresas selecionadas para a segunda fase participarão de um pitch day no dia 25 de junho.

“Apesar da crise que estamos vivendo neste momento, as startups continuam firmes e interessadas nas oportunidades. O fato de o mercado de óleo e gás não ter parado durante o isolamento social e de já mantermos um relacionamento com as esse ecossistema podem ter contribuído com a adesão, mesmo com desafios mais técnicos na edição deste ano”, comemora o diretor de Produção Offshore da Ocyan e líder do Ocyan Waves, Rodrigo Lemos.

Segundo ele, ainda no próximo mês será realizado o Pitch Day com as empresas escolhidas para a segunda fase. “Neste ano, esse evento será online, outra inovação do processo por conta da pandemia”, completa ele.

O Ocyan Waves Challenge lançou cinco desafios na edição desse ano ao mercado de startups para buscar soluções inovadoras para problemas de áreas operacionais da empresa. Entre os desafios que receberam mais inscrições estão: Sistema Inteligente de Gestão de Alarme, com 45 inscrições; Predição de Falhas e Gestão de mangueiras do Topdrive e Autoatendimento em almoxarifado, cada um com 32; Digital Twin do BOP (Subsea Blowout Preventer) com 31 inscrições e Análise de fluido do BOP em tempo real, com 21.

Entre as regiões, o Sudeste teve o maior número de inscritos. São Paulo liderou entre os estados representando 39% das startups; Rio de Janeiro com 23%; Minas Gerais, 7% e Espírito Santo, 3%. Na região Sul recebemos inscrições do Rio Grande do Sul representando 8% do total; Santa Catarina, 6% e Paraná, 5%. Do Nordeste, apenas o estado do Ceará registrou participação, 3% e a região Centro-Oeste, na qual Distrito Federal representa 4%; Goiás e Mato Grosso, cada um com 1%.

“A diversidade regional mostra como podemos potencializar o ecossistema de startups do país e trazer para a Ocyan soluções inovadoras, além daquelas que encontramos na prateleira dos atuais fornecedores, concentrados na região Sudeste”, destaca o executivo.

O programa segue agora com fases que vão aprofundar o conhecimento das inscritas com os problemas propostos. Os próximos passos são: Pitch Day (encontro dos empreendedores com a Ocyan, quando serão escolhidos aqueles que seguirão para a fase de imersão); Imersão (quando serão escolhidas até oito startups com maior aderência aos desafios e com as melhores propostas); e Piloto (onde as soluções serão desenvolvidas e avaliadas pela Ocyan). Os aprovados nessa fase final serão incluídos no cadastro de fornecedores da empresa.