COTAÇÃO DE 26/11/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5950

VENDA: R$5,5960

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6300

VENDA: R$5,7570

EURO

COMPRA: R$6,3210

VENDA: R$6,3222

OURO NY

U$1.792,60

OURO BM&F (g)

R$322,88 (g)

BOVESPA

-3,39

POUPANÇA

0,4620%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Legislação

Empresas ganham mais tempo para entregar declaração de movimento econômico fiscal

COMPARTILHE

Foto: Divulgação

A Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), atenta aos interesses do setor produtivo, conseguiu que o prazo para a entrega da Declaração Anual do Movimento Econômico Fiscal (Damef) fosse prorrogado até o próximo dia 30 de novembro.

Atualmente, a Damef é elaborada pela Secretaria de Estado de Fazenda (SEF-MG) por meio do processamento dos arquivos da Escrituração Fiscal Digital (EFD), que já foram enviados para os contribuintes. Após o processamento das informações, as empresas têm um prazo para acessar o material e validar. Entretanto, a ferramenta apresentou uma série de problemas, prejudicando, desta maneira, o período de validação.

PUBLICIDADE

A notícia da prorrogação do prazo para a entrega da Damef foi celebrada pelo setor produtivo. Cássia Adriana de Lima Rodrigues, gerente Regional de Tributos da Gerdau, conta que a empresa entrega cerca de 170 validações e o Siare, sistema utilizado para averiguação dos dados, ficou muito tempo fora do ar, dificultando o processo.

“A validação é feita pelas empresas, que verificam se as informações lançadas são coerentes e se há imputação de outros dados, caso não estejam na declaração”, explica Cássia Rodrigues.

Para a gerente Regional de Tributos da Gerdau, a atuação da federação mineira foi fundamental para a prorrogação do prazo. “Aliás, a Gerência Tributária da Fiemg é marcada pela forte atuação em favor dos interesses dos associados”, ressalta.

“A Fiemg está empenhada na simplificação do Sistema Tributário, como um todo”, afirma a gerente Tributária da entidade, Luciana Mundim. “É importante que os processos sejam simplificados e informatizados para que a burocracia não atrapalhe quem está na ponta, gerando empregos e renda”, ressalta Luciana Mundim, lembrando que a prorrogação da data de entrega da Damef foi um pleito da Fiemg em prol do setor produtivo mineiro.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!