Crédito: Charles Silva Duarte/Arquivo DC

O valor da passagem dos ônibus na Capital não sofrerá reajustes até o fim deste ano. O anúncio foi feito nessa segunda-feira (20) pelo prefeito Alexandre Kalil, após reunião realizada com representantes do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH).

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) também definiu a criação de um grupo de trabalho, composto por representantes do poder público municipal e do sindicato das empresas de transporte, que vai debater o serviço prestado no transporte público à população da capital.

“Entramos em um acordo que garante o congelamento da tarifa e a qualidade do transporte público em Belo Horizonte. Enquanto isso, a gente vai debater as questões que precisam ser respeitadas. Em definitivo, temos que acabar com esse impasse, no diálogo, conversando, que é o que interessa à população de Belo Horizonte. Essa briga só prejudica a quem realmente precisa do transporte”, explicou o prefeito.

No início deste ano, a Prefeitura já havia conseguido barrar na Justiça o reajuste nas passagens de ônibus.

O Consórcio Dez – que reúne oito das empresas que exploram o serviço na capital – recorreu então à Justiça, que concedeu uma liminar, no dia 27 de dezembro, para que o novo valor das passagens fosse aplicado imediatamente.

No entanto, em 3 de janeiro, a Procuradoria-Geral do Município recorreu da decisão e a Justiça acatou a tese da Prefeitura de Belo Horizonte, derrubando a liminar que autorizava o reajuste.

(Da Redação)