Missão aos Emirados Árabes Unidos

Conteúdo Patrocinado / Publicitário

Comércio entre Minas Gerais e o Oriente Médio pode crescer 30%

Missão empresarial mineira, liderada pela Fiemg, foi considerada um sucesso e deve render bons frutos para o Estado
Cerca de 80 mil pessoas passaram pela exposição Minas Gerais, que mostrou as potencialidades do Estado durante a Expo Dubai | Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A missão empresarial que levou, de 12 a 20 de novembro, mais de 150 industriais mineiros a Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, foi concluída com sucesso, na avaliação da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), que liderou o grupo. A expectativa da Fiemg é de um incremento de 30% no comércio entre Minas e o Oriente Médio nos próximos dois anos.

De um lado, um Estado mostrando ao mundo suas riquezas, potenciais e oportunidades. De outro, um país procurando a parceria ideal para investir no Brasil. “A gente tem certeza de que, no curto espaço de tempo, teremos alguns bilhões de dólares investidos aqui em Minas Gerais”, adiantou o presidente da Fiemg, Flávio Roscoe, logo após a viagem. “Mantivemos uma série de agendas institucionais com o setor privado, procurando atrair investimentos para Minas. O Estado teve a oportunidade de se mostrar”, completou.

Os empresários mineiros cumpriram agenda no Forum Invest in Brasil, evento coordenado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e por federações industriais de estados brasileiros. “Tivemos contato com investidores, com muitas empresas interessadas em um parceiro estratégico e que, eventualmente, podem investir no Brasil”, informou Roscoe.

Houve ainda a assinatura de um acordo de cooperação técnica para a geração de negócios entre Minas Gerais e os mercados árabes. O termo foi assinado pela Fiemg, Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH), Governo de Minas, Câmara de Comércio Árabe-Brasileira e Centro de Divulgação do Islã para a América Latina.

A cooperação se dará no sentido de planejar, promover e apoiar eventos e ações de estímulo comercial e de atrações de investimento do mercado árabe no Estado. O termo prevê que sejam definidos, periodicamente e de modo conjunto, os setores que serão contemplados nessas ações.

Cidades sustentáveis – Os empresários de Minas Gerais ainda tiveram a oportunidade de conhecer grandes experiências em tecnologia e sustentabilidade, uma vez que “Cidades Sustentáveis” é um dos temas de destaque na Expo Dubai.

“Pudemos entender o futuro das nossas cidades, o futuro da tecnologia nessa área”, contou Roscoe, que acrescentou que as empresas mineiras também apresentaram experiências de inovações tecnológicas que garantem sustentabilidade.

PUBLICIDADE




Os empresários mineiros também participaram de um jantar, no dia 14 de novembro, com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro; do governador de Minas Gerais, Romeu Zema; e dos ministros Paulo Guedes (Economia), Tereza Cristina (Agricultura), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Gilson Machado (Turismo), Augusto Heleno (Segurança Institucional), Braga Neto (Defesa), Carlos França (Relações Exteriores), entre outras autoridades.

Exposição

Cerca de 80 mil pessoas passaram pela exposição Minas Gerais, que ficou aberta ao público no pavilhão Brasil, na Expo Dubai, entre 17 e 29 de novembro, que disponibilizou ao mundo informações sobre as riquezas e potencialidades do Estado. A exibição destacou a pujança econômica mineira, ancorada em dados como o do PIB mineiro, hoje em US$ 129 bilhões. A Expo Dubai segue aberta à visitação na capital dos Emirados Árabes Unidos até março do próximo ano.

Negócios em potencial beneficiam vários setores

A missão empresarial mineira na Expo Dubai apresentou a possíveis investidores e compradores vários setores com potencial de atração de investimentos para o Estado e ampliação nas vendas externas. A gerente do Centro Internacional de Negócios (CIN) da Fiemg, Rebecca Macedo, que também integrou a missão, apontou como potenciais áreas para receber investimentos os setores de energias renováveis, metalmecânico e de mobilidade, com ênfase para veículos elétricos e baterias, tecnologia, eletroeletrônicos, ciências da vida e centros de PD&I.

“Além disso, destacamos o potencial no setor de infraestrutura, com a agenda de privatizações e concessões do Governo de Minas. Isso vai ao encontro, por exemplo, do foco dos Emirados Árabes na redução de carbono e aumento da eficiência energética, além do investimento em novas tecnologias, como inteligência artificial”, comentou Rebecca Macedo.

A gerente do CIN acrescentou que “as exportações mineiras totalizam US$ 26 bilhões, sendo os principais destinos de nossos produtos a China, os EUA, o Canadá, a Alemanha e a Holanda. Itens como o minério de ferro, café, soja e ferro-nióbio destacam-se na pauta”. Mas, segundo ela, o Estado dispõe ainda de bens de maior valor agregado nas áreas de metalurgia, siderurgia, tecnologia da informação, eletroeletrônica e biotecnologia. 

Comércio bilateral – O comércio entre os Emirados Árabes e Minas Gerais tem apresentado superávit no saldo da balança comercial do Estado nos últimos cinco anos, com destaque para os embarques de carnes congeladas de frango e bovina, tubos e perfis de ferro ou aço e açúcares de cana. O país do Oriente Médio vem melhorando a posição no ranking de destino das exportações mineiras, avançando do 32º lugar, em 2018, para o 20º em 2020.

Segundo a plataforma Trademap, as exportações de carnes bovinas congeladas para os Emirados Árabes podem crescer. Em seguida, aparecem como vendas em potencial ou com chance de expansão produtos como obras de alumínio, corino artificial quimicamente definido ou não, óxido de alumínio, hidróxido de alumínio, obras de plástico, entre outras. 

Saiba mais sobre o programa Missão aos Emirados Árabes Unidos

produto_5520201635320

Missão aos Emirados Árabes Unidos

A FIEMG vai levar a indústria mineira para a Expo Dubai. Um dos mais importantes e tradicionais eventos de inovação e negócios do mundo. Vamos conectar o nosso estado ao que existe de mais moderno e sustentável na indústria global, atualizando os setores produtivos que movem a nossa economia, atraindo investimentos, realizando negócios e levando um pouco da nossa cultura para visitantes de dezenas de países. Uma oportunidade única para mostrar Minas para todo o mundo. E fazer bons negócios com o mundo todo.