DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,1220

VENDA: R$5,1230

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,1430

VENDA: R$5,2800

EURO

COMPRA: R$6,1922

VENDA: R$6,1950

OURO NY

U$1.876,87

OURO BM&F (g)

R$309,26 (g)

BOVESPA

+0,13

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia Negócios

Ânima Educação anuncia integração com a Laureate Brasil

COMPARTILHE

Crédito: REUTERS/Amanda Perobelli
Crédito: REUTERS/Amanda Perobelli

A Ânima Educação, uma das principais organizações educacionais particulares de ensino superior do País, anuncia aquisição de todos os ativos brasileiros do grupo norte-americano Laureate.

A partir de maio, a companhia passa a ser o 4º maior player de educação privada do País em número alunos e o 3º em receita líquida, com o portfólio de marcas mais valiosas e um dos principais players de educação continuada na área médica. Com a integração, será formada uma comunidade de aprendizado de mais de 350 mil pessoas, composta por mais de 330 mil estudantes e 18 mil educadores, distribuídos em 16 instituições de ensino superior, além de oito (8) marcas que são referências em suas áreas de atuação e o Instituto Ânima. Com presença em 12 estados do Sudeste, Sul, Nordeste e Centro-Oeste e quase 550 polos de ensino digital.

PUBLICIDADE

A negociação iniciada em novembro de 2020, foi aprovada pelo CADE, em 23 de abril. A transação no valor de R$4,6 bilhões envolve as marcas Universidade Anhembi Morumbi (UAM), a Business School São Paulo (BSP), em São Paulo; a Universidade Salvador (UNIFACS), na Bahia; a Universidade Potiguar (UnP), no Rio Grande do Norte; o Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter) e o Centro Universitário FADERGS, no Rio Grande do Sul e o Centro Universitário IBMR, no Rio de Janeiro. Além disso, enquanto transcorrem os trâmites regulatórios com o grupo Ser Educacional, o Centro Universitário dos Guararapes (UniFG), a CEDEPE Business School, em Pernambuco e a Faculdade Internacional da Paraíba (FPB), se mantêm no Ecossistema Ânima Educação. O acordo também inclui a venda da FMU, em São Paulo, para a Farallon Capital, no valor de R$500,00 milhões.

Para Marcelo Bueno, CEO da Ânima, a fusão está alinhada ao propósito da companhia de Transformar o Brasil pela Educação, oferecendo a todos um ensino de qualidade e acessível. “Trata-se da maior transação de ganho de valor da educação brasileira. Essa integração possibilitará uma oferta expressiva de ensino de qualidade, com uma combinação de portfólio para outros estados onde a educação é mais vulnerável. A fusão permite ainda um ganho de escala significativo, com presença geográfica altamente complementar e benefícios não só para os alunos, mas para toda a sociedade”.

A Ânima também se tornará um dos principais players na educação continuada na área médica. A companhia passa a contar com mais de 10,7 mil alunos e 1.720 vagas anuais, localizadas em cinco capitais e grandes cidades do Brasil. O segmento já estava na estratégia da companhia, que vem investindo no desenvolvimento e infraestrutura nos últimos anos. A empresa já possui a Inspirali, vertical de medicina, e, no ano passado, adquiriu a MedRoom, startup de realidade virtual para o auxílio no ensino de medicina e demais cursos da área da saúde.

Inovação também continuará sendo um dos principais pilares da empresa. Em 2021, a Ânima prevê investir cerca de R$100,00 milhões, que contribuirão para a continuidade da jornada de transformação, aprimoramento das metodologias e ferramentas da educação híbrida, além da expansão da estratégia EAD da Laureate e aceleração de projetos digitais.

Outro fator relevante é o histórico da Ânima em adquirir instituições e melhorar a qualidade do ensino. Os resultados publicados em abril pelo INEP/MEC, referente ao IGC (Índice Geral de Cursos) do ano de 2019, constatam que 80% dos alunos da companhia estão matriculados em instituições classificadas com notas 4 e 5, desempenho bem superior ao conjunto das demais empresas privadas, listas e não listadas, e acima também das instituições públicas.

De acordo com Bueno, essa fusão abrirá possibilidade de outras sinergias que ampliarão o leque para o setor da educação, já que existem diversas marcas que fazem parte do Ecossistema Ânima como a Escola Brasileira de Direito (EBRADI), a HSM, a HSM University, a SingularityU Brazil, a escola internacional de gastronomia Le Cordon Bleu e Learning Village, hub de inovação com foco em educação, além do Instituto Ânima. “Essa aquisição vai revolucionar o mercado educacional do Brasil. Mais do que impactar nosso ecossistema, queremos desenvolver as regiões e comunidades locais onde estão inseridas as nossas unidades, por meio da educação e da tecnologia”.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!