COTAÇÃO DE 20/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,8730

VENDA: R$4,8740

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,9500

VENDA: R$5,0570

EURO

COMPRA: R$5,1492

VENDA: R$5,1504

OURO NY

U$1.846,53

OURO BM&F (g)

R$288,58 (g)

BOVESPA

+1,39

POUPANÇA

0,6441%

OFERECIMENTO

Economia

ANP define especificações para ‘diesel verde’

COMPARTILHE

Crédito: Paulo Whitaker/Reuters
Crédito: Paulo Whitaker/Reuters

SÃO PAULO – A reguladora ANP publicou nesta segunda-feira, no Diário Oficial da União, resolução que define especificações para o chamado “diesel verde”, em momento em que o país busca diversificar sua matriz de combustíveis.

Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o “diesel verde” abrangido na resolução pode ser produzido a partir do hidrotratamento de óleos vegetais, bem como gordura animal e ácidos graxos de biomassa, entre outros.

PUBLICIDADE




As definições da reguladora vêm em momento em que a Petrobras tem conversado com autoridades brasileiras sobre a intenção de lançar um combustível feito a partir do coprocessamento de diesel fóssil com óleos vegetais ou gorduras animais.

Procuradas, a ANP e a Petrobras não comentaram imediatamente se a resolução é um passo para o lançamento do produto da empresa estatal.

No ano passado, a Petrobras disse ter concluído com sucesso testes em escala industrial em uma de suas refinarias para a produção do “diesel renovável”, que utilizaria óleo de soja como matéria-prima.

Na ocasião, a Petrobras disse que aguardava regulamentação para comercialização do produto. Segundo a companhia, o diesel verde reduz em cerca de 70% as emissões frente ao combustível fóssil comum.

PUBLICIDADE




A petroleira tem defendido que o produto poderia ser utilizado para atender, junto com o biodiesel tradicional, a obrigação de mistura de biocombustível ao diesel vendido nos postos.

As discussões sobre o combustível, no entanto, têm gerado alguma controvérsia, com representantes do setor de biodiesel defendendo o produto da Petrobras não seria renovável.

A medida da ANP estabelece por quais processos o combustível pode ser fabricado, bem como obrigações quanto ao controle de qualidade a serem atendidas para comercialização do produto no Brasil.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!