Especializada em logística, a Braspress tem frota de 2.156 veículos | Crédito: Divulgação/Braspress

Com investimentos de R$ 30 milhões, a Braspress Transportes Urgentes, gigante no segmento de transporte de encomendas, vai implantar um hub logístico em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Em um terreno de 39 mil metros quadrados às margens da BR-050 e 19 mil metros quadrados de área construída, a empresa promete levar para a região o que há de mais inovador e tecnológico na logística brasileira.

O anúncio foi feito pelo diretor-presidente da companhia, Urubatan Helou, em transmissão pelas redes sociais do prefeito da cidade, Odelmo Leão. “Esta é a segunda vez que venho a minha cidade anunciar um bom investimento. Estive quando do lançamento da ligação aérea da cidade com todo o Estado, e agora, para anunciar a construção do nosso mais novo terminal de cargas. Um hub logístico que atenderá a todo o Triângulo, por meio de nossas filiais Uberlândia, Uberaba, Patos de Minas e demais cidades do Alto Paranaíba”, afirmou o sócio-fundador da transportadora, que é uberlandense.

Com 100 filiais em todo o Brasil e em países do Mercosul, das quais, 15 em Minas Gerais, a Braspress conta com uma frota de 2.156 veículos e 9 mil colaboradores e realiza uma média de 2 milhões de entregas mensais. Atualmente, a empresa integra o Grupo H&P Empreendimentos e Participações, do qual Helou também é diretor-presidente e controlador- responsável ainda por empresas nos ramos de transporte aéreo, internacional, florestal e agronegócio, investimentos e operações financeiras e locação de equipamentos.

Questionado pela reportagem sobre a escolha de Uberlândia para abrigar o novo hub logístico, Helou afirmou que não existe apego sentimental, que se trata de um processo meramente econômico, dada a relevância do município no cenário nacional e a localização geográfica estratégica.

“Uberlândia é, de fato, uma região de potencial econômico absurdo. E acabou se transformando, ao longo do tempo, na capital logística do País. A cidade é geograficamente privilegiada, está no coração do Brasil e, por ela, podemos abastecer o Sul de Goiás, São Paulo e a própria região, que conta com uma classe média de consumo muito efervescente. Uma empresa de serviço tem que estar próxima de seus consumidores”, justificou.

Tecnologia – O empresário também ressaltou a geração de 350 empregos diretos e a implementação de serviços de alta tecnologia. Segundo ele, a Braspress é uma empresa de logística com foco em tecnologia, que investe, atualmente, 9% de todo o orçamento em inovação. “Mais do que o que vamos construir, ressalto a tecnologia e a inteligência que traremos para a cidade, aos moldes do que já ocorre nos hubs de São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba”, afirmou.

Para se ter uma ideia, apenas no terminal de Guarulhos, conforme Helou, são 230 mil metros quadrados de área total, 90 mil metros quadrados de área construída e 90 quilômetros de esteiras rolantes, onde não há contato algum com as cargas transportadas.

O prefeito Odelmo Leão, por sua vez, destacou a importância da atração de investimentos como este, em momentos de crise, se referindo aos impactos econômicos causados pela pandemia da Covid-19.

“Quem não se moderniza fica para trás. Por isso, é importante trabalhar na crise para sair da crise. É o momento de criar. Este é o caminho. Estamos lutando contra a pandemia, claro, mas não podemos nos esquecer da economia. A construção da central de coleta, separação e distribuição de mercadorias da Braspress vai trazer investimentos e emprego para o nosso povo, em uma demonstração de confiança no potencial da nossa cidade e na vontade de continuarmos crescendo juntos”, avaliou o prefeito.