COTAÇÃO DE 14/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2710

VENDA: R$5,2710

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2700

VENDA: R$5,4330

EURO

COMPRA: R$6,3961

VENDA: R$6,3990

OURO NY

U$1.843,90

OURO BM&F (g)

R$311,62 (g)

BOVESPA

+0,97

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia Economia-destaque

CEO da Petrobras reforça foco em Búzios e Itapu no megaleilão do pré-sal

COMPARTILHE

Crédito: REUTERS/Bruno Domingos

Rio de Janeiro – A Petrobras reforçou nesta sexta-feira (1) o foco em duas das quatro áreas que serão ofertadas no leilão dos excedentes da cessão onerosa, em 6 de novembro, segundo afirmação do presidente da petroleira estatal, Roberto Castello Branco.

A empresa já havia manifestado interesse de operar Búzios e Itapu, na Bacia de Santos, com 30% de participação, exercendo um direito garantido por lei nas áreas do pré-sal.

PUBLICIDADE

Questionado se só fará ofertas por Búzios e Itapu, o executivo afirmou: “Só, isso é público, nós já manifestamos interesse”.

Ele disse ainda que “um dos pilares estratégicos da Petrobras é disciplina na alocação de capital. Isso já foi demonstrado no leilão anterior, que aconteceu há pouco tempo, em outubro, e coerente com isso manifestamos interesse só em Búzios e Itapu”, afirmou o executivo, a jornalistas.

Ao ser questionado pela Reuters se a Petrobras poderia ir para os leilões buscando participação minoritária em Sépia e Atapu, além do certame do dia 7, ele deixou aberta a possibilidade, sem elaborar cometários.

Considerando apenas a participação declarada da Petrobras, segundo autoridades, isso já garante o sucesso do leilão, por incluir o bloco de Búzios, cujas reservas totais o configuram como a maior em áreas marítimas do mundo, segundo o Castello Branco.

O campo de Búzios já está em operação pela Petrobras, que tem o direito de explorar 3,15 bilhões de barris de óleo equivalente no ativo, volume já declarado comercial pela petroleira, a partir do contrato original da cessão onerosa.

Os volumes excedentes ao contrato de Búzios encontrados na área, cujos números não foram revelados, serão ofertados na licitação da próxima semana, por 68,2 bilhões de reais em bônus de assinatura.

Já Itapu teve declaração de comercialidade de 350 milhões de barris de óleo equivalente e seus volumes excedentes serão ofertados por 1,77 bilhão de reais.

O campo de Búzios entrou em operação em 2018 e em agosto registrou produção diária de 340.783 barris de petróleo e 13.224 milhões de metros cúbicos de gás natural, segundo dados da agência reguladora ANP.

Além de Búzios e Itapu, serão ofertados os blocos Sépia e Atapu, cujos bônus de assinatura somam 22,9 bilhões de reais e 13,7 bilhões de reais, respectivamente.

Dessa forma, o bônus total das quatro áreas que serão leiloadas na cessão onerosa foi fixado em 106,6 bilhões de reais, o que pode fazer da licitação a maior de áreas de petróleo do mundo, segundo autoridades brasileiras.

(Reuters)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!