Crédito: Peng Ziyang/Xinhua

A China espera ter o surto do novo coronavírus (Covid-19) sob controle no fim de abril, disse nessa quinta-feira (27) o chefe da equipe de médicos especialistas da Comissão Nacional de Saúde da China, o pneumologista Zhong Nanshan.

“A China está confiante de que vai controlar o surto, em termos gerais, até o fim de abril”, disse Zhong, em entrevista em Cantão, a capital da província de Guangdong.

Ele garantiu que, “embora tenha havido grande surto em Wuhan, a doença não se espalhou de forma maciça em outras cidades”.

O especialista em doenças respiratórias disse que o número de casos na China começou a diminuir após 15 de fevereiro, “devido à forte intervenção do Estado” e aos “cancelamentos de viagens após as férias do Ano Novo Lunar”, entre 24 e 30 de janeiro, mas que foram prolongadas para evitar a propagação da doença.

Casos confirmados – Segundo os dados atualizados pela Comissão Nacional de Saúde da China, até a meia-noite desta quinta-feira, a China somava um total de 2.744 mortos e 78.497 casos confirmados.

Entre os casos confirmados, 43.258 ainda estão ativos e 8.346 encontram-se em estado grave. Mais de 32.400 pessoas já receberam alta após superar a doença.

Zhong disse que as previsões de alguns especialistas estrangeiros, que estimaram que o número de casos na China ia atingir os 160 mil, “não levaram em conta a intervenção do governo chinês”.

Zhong disse que a China deve agora “cooperar e partilhar a sua experiência com outros países”, diante do rápido aumento de casos na Coreia do Sul, Itália ou no Irã.

O balanço provisório da epidemia do coronavírus, Covid-19, é de 2.800 mortos e mais de 82 mil pessoas infectadas, de acordo com dados de 48 países e territórios.

(Agência Brasil)