COTAÇÃO DE 22/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3030

VENDA: R$5,3040

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3100

VENDA: R$5,4600

EURO

COMPRA: R$6,1939

VENDA: R$6,1967

OURO NY

U$1.768,10

OURO BM&F (g)

R$301,58 (g)

BOVESPA

+1,84

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Confiança da indústria mineira volta a subir em junho

COMPARTILHE

Evolução do otimismo é atribuída à melhora da atividade econômica e ao avanço da imunização contra a Covid-19 no País | Crédito: Leo Lara / FCA

O Índice de Confiança do Empresário Industrial de Minas Gerais (Icei-MG), pesquisa mensal realizada pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), cresceu pelo segundo mês consecutivo e alcançou 62,4 pontos em junho. O resultado, divulgado ontem, revela que os empresários mineiros estão mais confiantes, com 2,9 pontos acima de maio (59,5).

A alta é atribuída à melhora da atividade econômica e ao avanço da imunização da população contra a Covid-19, que influenciaram tanto a percepção dos industriais com relação à situação atual da economia e dos seus negócios quanto suas expectativas para os próximos meses.

PUBLICIDADE

No entanto, a Fiemg avalia que a melhora do Icei deve ser vista com cautela, pois os aumentos verificados nos últimos dois meses ainda não foram suficientes para devolver a perda acumulada de dezembro de 2020 a abril de 2021, de 10,4 pontos. Frente a junho do ano passado (43 pontos), o indicador expandiu 19,4 pontos.

Economista da Fiemg, Daniela Muniz explica que o Icei é obtido a partir da visão das condições atuais e das expectativas futuras de empresários da indústria da transformação, da extrativa e da construção civil.

“O componente de condições atuais aumentou 4,5 pontos em junho (56,5 pontos), na comparação com maio (52 pontos). É a segunda elevação seguida do indicador, que acumulou alta de 10,7 pontos nos dois últimos meses. O índice mostrou que as indústrias estão com uma percepção mais positiva nas condições das economias mineira e brasileira”, informa. Em relação a junho de 2020 (30,5 pontos), esse indicador cresceu expressivos 26 pontos, sendo o mais elevado para o mês em 11 anos.

O componente de expectativas para os próximos seis meses avançou 2,1 pontos em relação a maio (63,3 pontos) e atingiu 65,4 pontos em junho, o melhor resultado apurado em 2021. “O índice mostrou empresários mais otimistas com relação às economias do País e do Estado e aos seus negócios. Frente a junho de 2020 (49,2 pontos), o indicador aumentou 16,2 pontos, também o mais alto para junho em 11 anos”, acrescenta.

Daniela Muniz é prudente quanto ao otimismo representar aumento imediato de investimentos na economia. “O aumento na confiança dos empresários verificado nesses dois meses não foi suficiente ainda para devolver a perda acumulada. Mas certamente é positivo. O impacto da segunda onda da Covid nos setores foi menor, pois as medidas foram menos restritivas, tiveram menor duração e os setores já estavam adaptados”, avalia.

Sobre o aquecimento no mercado de contratações, ela lembra que o setor de empregos costuma ser o último a responder ao ritmo de retomada na economia. “Exige um pouco de tempo porque os empresários têm outras ferramentas para aumentar a produtividade, como as horas extras e readequação da produção. Mas é uma preocupação, pois o mercado de trabalho está bem fragilizado”, diz.

“O aumento da inflação é outro fator que acompanhamos de perto. Não tem impacto imediato, mas é sempre motivo de preocupação. Desta vez, o Banco Central agiu rápido aumentando a taxa Selic”, completa.

No Brasil

O Icei nacional avançou 3,2 pontos em junho (61,7 pontos), em relação a maio (58,5 pontos), mostrando que os empresários brasileiros também estão mais confiantes.

O índice é resultado da ponderação dos índices de condições atuais e de expectativas, que variam de 0 a 100 pontos. Valores acima de 50 pontos traduzem a percepção de situação atual melhor e expectativa positiva para os próximos seis meses, respectivamente.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!