COTAÇÃO DE 14/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2710

VENDA: R$5,2710

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2700

VENDA: R$5,4330

EURO

COMPRA: R$6,3961

VENDA: R$6,3990

OURO NY

U$1.843,90

OURO BM&F (g)

R$311,62 (g)

BOVESPA

+0,97

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Contratação de temporários deve ter nível mantido em 2018

COMPARTILHE

Boa parte das empresas tem intenção de efetivar funcionários - Alisson J. Silva

Apesar de o varejo estar apostando nas vendas para o Natal, considerada a principal data para o setor em termos de comercialização, neste exercício, prometendo realizar contratação de temporários nos próximos meses, o número de lojistas que pretende contratar funcionários extras para o período ficou praticamente estável em relação ao ano anterior: cerca de 16%.

O dado é da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio-MG), que realizou levantamento com 384 empresas localizadas nas cidades com maiores impactos no Produto Interno Bruto (PIB) mineiro. No ano passado, a pesquisa compreendeu somente a Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

PUBLICIDADE

O economista da entidade, Guilherme Almeida, lembrou que a contratação de temporários é característica neste momento e o planejamento é fundamental para ações concretas e positivas para o fim do ano. Isso porque, segundo ele, além do Natal, os próximos meses são marcados por importantes datas comemorativas, como o Dia das Crianças, na próxima sexta-feira (12), e a Black Friday, que ocorre no fim de novembro.

“Temos o apelo emotivo destas datas que não é possível mensurar em números. Mas a demanda aumenta naturalmente, impactando as vendas, e reforça a necessidade de contratação de mão de obra temporária”, justificou.

Conforme a pesquisa, entre as empresas que contrataram em 2017 e irão repetir a ação neste ano, o total de novos postos será ampliado ou mantido para quase 90% dos entrevistados. O aumento se deve ao ambiente econômico mais favorável, que inclui inflação sob controle e os juros mais baixos.

“Outros fatores que irão contribuir para a contratação de temporários são a melhora na confiança do consumidor nos últimos meses e o aumento na confiança do empresário, em função do desempenho favorável nas datas comemorativas ao longo do primeiro semestre de 2018”, disse.

Já quanto às empresas que não irão contratar, 46,5% julgam não ter movimento suficiente na loja e 32,3% não têm o hábito.

As principais demandas serão observadas nas funções de vendedores (61%), operadores de caixa (14,6%), assistente de loja (9,8%) e estoquistas e repositores (6,1%).

Leia também:

Dia das Crianças deve movimentar R$ 7,4 bi

Segmentos – Em relação aos setores, o segmento de tecidos, vestuário e calçados (42,6%), seguido por livros, jornais, revistas e papelarias (20%) são os que prometem mais oportunidades de trabalho para o fim de 2018. Além disso, supermercados, hipermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo devem gerar 5,8% de vagas temporárias.

Também conforme o levantamento, em apenas 17,4% das empresas consultadas, a chance de efetivação dos contratados é nula. Em 41,3% das empresas, as possibilidades de um temporário ser efetivado é “alta” ou “muito alta”. As efetivações ocorrerão, principalmente, nos meses de janeiro e fevereiro do ano que vem.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!