COTAÇÃO DE 07/12/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6180

VENDA: R$5,6180

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6500

VENDA: R$5,7830

EURO

COMPRA: R$6,3427

VENDA: R$6,3451

OURO NY

U$1.784,35

OURO BM&F (g)

R$323,23 (g)

BOVESPA

+0,65

POUPANÇA

0,5154%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia Economia-destaque
Crédito: Alexandre Mota/Reuters

São Paulo – A CSN divulgou ontem prejuízo abaixo do esperado pelo mercado para o primeiro trimestre, embora o resultado tenha mostrado quedas nas vendas de aço e minério de ferro na comparação anual, impactadas pelos efeitos da pandemia de coronavírus.

A companhia teve prejuízo líquido de R$ 1,3 bilhão, ante lucro de R$ 87 milhões em igual etapa de 2019. Analistas, em média, esperavam prejuízo de R$ 2,8 bilhões, segundo dados da Refinitiv.

PUBLICIDADE

A empresa também que reduziu sua projeção de investimento este ano em 39%, de R$ 1,8 bilhão para R$ 1,1 bilhão.

A CSN teve um resultado operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado de R$ 1,33 bilhão, queda de 23% na comparação anual e abaixo dos R$ 1,47 bilhão esperados, em média, por analistas, segundo a Refinitiv.

Com isso, a alavancagem da CSN medida pela relação dívida líquida sobre Ebitda subiu para 4,78 vezes no final de março, ante 3,77 vezes no fim de dezembro e 4,07 vezes um ano antes.

O caixa da CSN subiu 15% no trimestre ante mesmo período do ano passado, a R$ 4,13 bilhões, enquanto a dívida líquida cresceu 27%, a R$ 32,8 bilhões.

As vendas de aço da CSN no primeiro trimestre caíram 3% na comparação anual, enquanto as de minério de ferro despencaram 37%, impactadas por queda de 39% no volume produzido.

A empresa afirmou anteriormente que o desempenho da mineração seria afetado pelas fortes chuvas que atingiram suas operações em Minas Gerais no período e no balanço comentou que houve “atrasos em novas frentes de lavra”.

Para 2020, a CSN projeta vendas de minério de ferro, incluindo material comprado de terceiros, de 33 milhões a 36 milhões de toneladas. A empresa estimava anteriormente vendas de 40 milhões de toneladas de minério este ano, ante 38 milhões de toneladas comercializadas em 2019. (Reuters)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!