COTAÇÃO DE 23 A 25/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6270

VENDA: R$5,6270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8030

EURO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,6750

OURO NY

U$1.792,47

OURO BM&F (g)

R$327,87 (g)

BOVESPA

-1,34

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Embraer entrega 34 jatos no 2º tri; carteira de pedidos firmes soma US$15,9 bi

COMPARTILHE

POR

Logo da empresa brasileira Embraer na sede da companhia em São José dos Campos, Brasil
Crédito: Roosevelt Cassio/Reuters

São Paulo – A Embraer comunicou nesta quarta-feira (21) que entregou 34 jatos no segundo trimestre, sendo 14 comerciais e 20 executivos (12 leves e oito grandes), mostrando crescimento frente aos 22 aviões entregues no primeiro trimestre do ano.

A carteira de pedidos firmes (backlog) somou US$ 15,9 bilhões no final de junho, alta de 12% em relação ao primeiro trimestre, em um retorno aos níveis pré-pandemia, de acordo com a fabricante de aeronaves.

PUBLICIDADE

A atual carteira de pedidos firmes inclui o contrato de 30 aeronaves E195-E2 da Porter Airlines, do Canadá.

Ibovespa sobe com exterior favorável; Embraer é destaque positivo

O Ibovespa buscava manter o sinal positivo nesta quarta-feira (21), acompanhando o clima mais favorável no exterior, tendo Embraer entre as maiores altas após a empresa reportar dados de entrega e pedidos firmes de aviões no segundo trimestre.

Às 10:44, o Ibovespa subia 0,29%, a 125.760,33 pontos. O volume financeiro somava R$ 2,8 bilhões.

“Investidores deixam em segundo plano as preocupações com a disseminação da variante delta do coronavírus para focar nos balanços que vêm sendo divulgados”, afirmou o economista-chefe da SulAmérica Investimentos, Newton Rosa.

“Após as fortes quedas das bolsas na segunda-feira, investidores vão em busca de pechinchas, respaldados ainda pela percepção da continuidade do crescimento global e de políticas monetárias estimulantes.”

No exterior, o norte-americano S&P 500 subia 0,49% e os preços do petróleo Brent avançavam 2,5%.

Na visão da equipe da CM Capital Markets, os mercados seguem o movimento de recuperação iniciado na véspera, também absorvendo as novas notícias sobre a eficácia das vacinas contra a variante delta da Covid-19.

Destaques

  • EMBRAER ON subia 3,4%, com dados de entregas no segundo trimestre. A empresa terminou o período com carteira de pedidos firmes de US$ 15,9 bilhões, alta de 12% ante o primeiro trimestre, retornando a níveis pré-pandemia.
  • IRB BRASIL RE ON avançava 3%, após dados mostrando lucro líquido de R$ 7,5 milhões em maio, revertendo prejuízo de R$ 202,1 milhões verificado um ano antes.
  • ITAÚ UNIBANCO PN mostrava acréscimo de 1,1% e BRADESCO PN avançava 0,4%, em mais uma sessão majoritariamente positiva para bancos no Ibovespa, com BANCO INTER UNIT em destaque, em alta de 4%.
  • PETROBRAS PN tinha elevação de 1,2%, favorecida pela alta dos preços do petróleo no exterior.
  • VALE ON registrava variação positiva de apenas 0,3%, na esteira da forte queda dos preços dos contratos futuros do minério de ferro na China. No setor de mineração e siderurgia, CSN ON subia 0,9%.
  • COGNA ON caía 1,7% e YDUQS ON perdia 0,9%, com o BTG Pactual prevendo resultados ainda fracos no setor, dada a dinâmica ainda difícil no segmento presencial, pressão de preços no ensino a distância, alavancagem operacional negativa e provisões em níveis altos
  • CIELO ON perdia 2%, tendo de pano de fundo relatório de analistas do Goldman Sachs, estimando que a empresa de meios de pagamentos continuará afetada por um crescimento de volume muito mais fraco.
  • RENOVA ENERGIA UNIT, que não está no Ibovespa, saltava 21,6%, após o Mubadala Investment Company, de Abu Dhabi, conquistar o direito de igualar a oferta de quaisquer outros interessados em alguns ativos da companhia, que está em recuperação judicial.
  • NEOENERGIA ON, que também não faz parte do Ibovespa, avançava 2,6%, após mais do que dobrar o lucro do segundo trimestre, para R$ 1 bilhão.
  • DESKTOP ON disparava 7%, em estreia na B3, após a provedora de internet por fibra óptica precificar IPO a R$ 23,50 no começo da semana.
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!