COTAÇÃO DE 26/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6270

VENDA: R$5,6270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8030

EURO

COMPRA: R$6,6420

VENDA: R$6,6450

OURO NY

U$1.792,47

OURO BM&F (g)

R$327,87 (g)

BOVESPA

-1,34

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Governo de Minas planeja privatizar o metrô de BH

COMPARTILHE

Governo estadual estima que implantação das 4 linhas do metrô vão custar R$ 12 bilhões - CREDITO:ALISSON J. SILVA/Arquivo DC

O governo de Minas Gerais trabalha para que o metrô de Belo Horizonte seja estadualizado e em seguida privatizado. O processo, no entanto, depende de negociação com a União, uma vez que o trem metropolitano é administrado pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). O processo já está em andamento e a expectativa é de que, até o final da gestão do governador Romeu Zema, pelo menos a Linha 1 esteja sob gestão da iniciativa privada.

Já as demais expansões somente ocorrerão após este processo. As informações são do secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Marco Aurélio Barcelos. Durante sabatina na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Barcelos falou sobre este e outros assuntos relacionados à infraestrutura do Estado.

PUBLICIDADE

“Não vamos conseguir implementar as quatro linhas nos próximos quatro anos. Primeiro, porque precisaríamos de algo em torno de R$ 12 bilhões para viabilizá-las. Segundo, porque a solução deste imbróglio, que perdura por décadas, passa pela estadualização da gestão”, explicou.

De toda maneira, o secretário garantiu que as tratativas com o governo federal estão avançando e que, em maio, a CBTU foi incluída no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), ganhando prioridade no cenário nacional.

“Estamos trabalhando para que tenhamos finalmente uma proposta responsável e factível para o metrô da capital mineira. Temos feito um trabalho junto a Secretaria Nacional Mobilidade, no Ministério do Desenvolvimento Regional, e também com a Secretaria Especial do PPI. Sabemos que há, por parte do governo Bolsonaro, uma determinação política para a estadualização do metrô, juntamente com uma posterior privatização”, detalhou.

O secretário disse também que estudos preliminares indicaram que somente para a melhoria da linha 1 – a já existente – seriam necessários investimentos da ordem de R$ 4 bilhões. E que o governo mineiro não tem condições de realizá-los. Por isso, a concessão à iniciativa privada seria o caminho não somente para promover estas melhorias como eventuais expansões. “Tudo baseado na sustentabilidade das tarifas”, completou.

Questionado sobre a existência de um projeto de estadualização e privatização do metrô de Belo Horizonte, o Ministério do Desenvolvimento Regional não respondeu até o fechamento desta edição.

Recursos – Por fim, Barcelos lembrou do anúncio do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, em abril, de que Minas Gerais seria contemplada com recursos para o transporte ferroviário, incluindo o metrô da Capital. Conforme ele, são esperados pelos menos R$ 1,3 bilhão referente à indenização da Ferrovia Centro-Atlântica, controlada pela VLI Logística/Vale. Esse dinheiro seria uma contrapartida à antecipação da renovação dos contratos de concessão das ferrovias.

“Precisamos de muito mais do que isso. Mundo afora metrô é um equipamento de capital intensivo. Mas isso não significa que vamos virar as costas. É um problema complexo, que vai precisar de várias frentes e garantimos que, em quatro anos, vamos pavimentar o caminho para resolver de uma vez por todas as condições jurídicas para sua expansão”, concluiu.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!