COTAÇÃO DE 26/07/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,1740

VENDA: R$5,1740

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,1630

VENDA: R$5,3400

EURO

COMPRA: R$6,1233

VENDA: R$6,1261

OURO NY

U$1.797,46

OURO BM&F (g)

R$299,92 (g)

BOVESPA

+0,76

POUPANÇA

0,2446%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia Economia-destaque

Governo federal autoriza início das obras no aeroporto do Vale do Aço

COMPARTILHE

Crédito: Divulgação / DEER-MG

O Ministério da Infraestrutura autorizou a emissão da Ordem de Serviço para obras de restauração e sinalização do Aeroporto Regional do Vale do Aço, localizado em Santana do Paraíso, em Ipatinga (Vale do Aço). Serão investidos R$ 13,2 milhões em melhorias, que trarão mais segurança operacional ao aeroporto.

De acordo com o ministério, Os investimentos serão divididos entre a União (91% dos recursos) e a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (9%). Os recursos do governo federal são oriundos do Fundo Nacional de Aviação Civil (Fnac).

PUBLICIDADE

Serão realizadas obras de restauração do pavimento da pista de pouso e decolagem, das taxiways, do pátio de aeronaves, além da execução da nova sinalização horizontal das taxiways e do pátio de aeronaves do aeroporto. A previsão de conclusão das obras é no segundo semestre de 2021.

Conhecido como “Regional do Vale do Aço”, o aeroporto atende a cidade de Ipatinga e toda sua região de influência. Está em funcionamento desde o ano de 1959 e está sob gestão do Governo de Minas Gerais. Sua área possui 700.000 metros quadrados, com uma pista de 2.004 metros de extensão e 45 metros de largura. Possui um TPS com capacidade para atender 150 mil passageiros.

Conforme informado anteriormente, no início do ano passado, o terminal chegou a ficar interditado por dois meses, enquanto recebia obras emergenciais para reparar as péssimas condições da pista. Em abril, a Anac liberou as operações após a conclusão do reparo realizado pelo governo de Minas. As intervenções, porém, venceram em setembro daquele exercício.

Antes, em fevereiro, a Azul Linhas Aéreas havia anunciado que iria interromper suas atividades no terminal devido problemas na pista. Em 19 de fevereiro, o aeródromo foi interditado pela Anac, que informou, na época, não ter como garantir se a estrutura oferecia segurança para receber voos.

Neste ano, a companhia suspendeu os voos no aeroporto, em virtude da pandemia de Covid-19, em março. No início de junho, o aeródromo foi oficialmente fechado para a realização da obra definitiva.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!