COTAÇÃO DE 19/01/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5600

VENDA: R$5,5600

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,5770

VENDA: R$5,7130

EURO

COMPRA: R$6,2610

VENDA: R$6,2639

OURO NY

U$1.814,31

OURO BM&F (g)

R$322,84 (g)

BOVESPA

+0,28

POUPANÇA

0,6310%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia
" "

São Paulo – Os títulos públicos de prazos mais curtos tiveram um bom desempenho no mês de setembro. De acordo com o Boletim de Renda Fixa da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), os índices IRF-M1 (aponta a variação dos prefixados com prazo até um ano), o IRF-M1+ (representa os títulos prefixados de prazo acima de um ano) e o IMA-B5 (expressa a carteira das NTN-Bs até cinco anos) avançaram 0,61%, 1,57% e 0,89%, respectivamente. O IMA-S, que acompanha os resultados da LFTs, ou seja, apresenta o menor risco entre os índices de curto prazo, obteve 0,47% de alta.

“Com a chegada da eleição presidencial e o cenário econômico ainda indefinido, os investidores foram mais cautelosos na hora de aplicarem seus recursos. Eles privilegiaram os títulos de curto prazo por conta da alta volatilidade que presenciamos. Esse movimento foi refletido nos preços dos títulos públicos de menor prazo, que se beneficiaram do momento de incerteza”, explica o gerente de Preços e Índices da Anbima, Hilton Notini.

PUBLICIDADE




As rentabilidades dos títulos públicos de prazo mais longo, entretanto, recuaram. O IMA-B5+, que expressa a carteira das NTN-Bs acima de cinco anos, caiu 1,03%. Isso porque esse subíndice reflete as expectativas para o cenário econômico no longo prazo, o que, diante das incertezas da conjuntura atual, aumenta a percepção de risco dos investidores.

Títulos corporativos – Todos os subíndices que fazem parte do Índice de Debêntures Anbima (IDA), que reflete a performance dos títulos corporativos em mercado, tiveram rentabilidades positivas. O destaque ficou com o IDA-IPCA ex-Infraestrutura, composto pelas debêntures que não possuem isenção de imposto de renda, com alta de 1,31% no mês. Na sequência, aparece o IDA-IPCA Infraestrutura, que representa o conjunto de debêntures com incentivo fiscal (emitidas pela Lei 12.431), com variação de 1,02%. (Com informações da Anbima).

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!