COTAÇÃO DE 26/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,7610

VENDA: R$4,7610

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,8500

VENDA: R$4,9530

EURO

COMPRA: R$5,1433

VENDA: R$5,1459

OURO NY

U$1.850,86

OURO BM&F (g)

R$284,80 (g)

BOVESPA

+1,18

POUPANÇA

0,6719%

OFERECIMENTO

Economia

Kalil (PSD) anuncia extensão do horário de bares e restaurantes a partir de sábado (8)

Em coletiva de imprensa convocada pela PBH, prefeito ainda informou sobre a reabertura de clubes sociais e feiras

COMPARTILHE

Crédito: Mara Bianchetti/Diário do Comércio
Crédito: Mara Bianchetti/Diário do Comércio

Após duas semanas do retorno do funcionamento físico dos principais setores econômicos de Belo Horizonte, os índices epidemiológicos da cidade permitem novo avanço na flexibilização das atividades na cidade. A partir de sábado (8), bares e restaurantes poderão funcionar até as 19 horas e clubes sociais e feiras também estarão liberados.

O anúncio foi feito pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD), em entrevista coletiva. Segundo ele, a queda do nível de transmissão do vírus e da ocupação de leitos permitiram a flexibilização. Mas o líder do executivo frisou que nada impede que a cidade volte a ser fechada, caso a situação se agrave.

“Aviso a todos comerciantes e associações de bares e restaurantes, lojas e feiras: vocês vão ditar se a cidade vai continuar abrindo ou se vai fechar. Estamos com a fiscalização atenta. Teremos o horário dos bares e restaurantes estendido em quase o dobro do tempo. No domingo, seguirão fechados, mas supermercados e padarias poderão abrir. Estamos ampliando o horário destes estabelecimentos justamente para compensar. Brevemente, se os números continuarem caindo, vamos ampliar mais e mais. Como também poderemos estar aqui fechando e lacrando a cidade toda”, afirmou.

PUBLICIDADE




O último boletim epidemiológico indicou queda nos índices que monitoram a pandemia na cidade. O RT, que mede a velocidade de transmissão do vírus, saiu de 0,96 na terça (04) para 0,95 ontem, estando no nível verde.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado, em coletiva, o RT desta quinta chegou à marca de 0,93. Isso significa que cada grupo de 100 infectados tem repassado a doença para 93 pessoas. Segundo especialistas, o ideal é que esse índice fique sempre abaixo de 1.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!