COTAÇÃO DE 26/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5720

VENDA: R$5,5730

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,5900

VENDA: R$5,7230

EURO

COMPRA: R$6,4654

VENDA: R$6,4683

OURO NY

U$1.793,01

OURO BM&F (g)

R$321,20 (g)

BOVESPA

-2,11

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia zCapa

Líder Aviação inicia em setembro venda de assentos em voos executivos

COMPARTILHE

A princípio será possível contratar apenas assentos em voos com dias e horários definidos | Crédito: Divulgação

A Líder Aviação, com sede em Belo Horizonte, inicia a comercialização de assentos em voos executivos a partir do mês que vem e já se empenha pela permanência da oferta do serviço. Com o forte impacto da pandemia do Covid-19 no setor aéreo, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou a venda de assentos individuais nas aeronaves de táxi-aéreo pelo período de dois anos.

De acordo com a diretora superintendente de Manutenção, Fretamento e Gerenciamento de aeronaves da empresa, Bruna Assumpção Strambi, trata-se de um antigo pleito do setor, que acabou sendo impulsionado pelos impactos das medidas de distanciamento impostas pelo novo coronavírus.

PUBLICIDADE

Segundo ela, a comercialização de lugares nos voos terá início na segunda quinzena de setembro. “Já há alguns anos pleiteávamos e vínhamos trabalhando nesta opção junto aos órgãos reguladores. As mudanças e impactos trazidos pela pandemia resultaram nessa liberação pelo período de dois anos. Mas sabemos da importância deste serviço para as operações e para os próprios usuários, e já trabalhamos com outras empresas para a continuidade da autorização”, revelou.

No caso da Líder, as vendas serão feitas por meio do aplicativo da empresa e, na sequência, no site. Pelas mesmas plataformas, os usuários podem fazer toda a contratação do voo em um único ambiente, desde a cotação, bem como o pagamento do fretamento via cartão de crédito ou boleto bancário.

Conforme a diretora, a princípio será possível contratar apenas os assentos em voos com dias e horários predeterminados. No entanto, estudos e análises já estão em andamento para verificar a possibilidade da realização de voos com rotas predefinidas – que poderão chegar a 15 destinos. Outra novidade será para os usuários que contratarem um voo via aplicativo.

“Ao fechar um voo, o cliente terá a opção de comercializar os assentos disponíveis para outras pessoas. Será uma forma de diluir o custo da contratação e de outro usuário contratar o serviço por menor custo”, explicou.

Além disso, a Líder já efetuava vendas de voos emptys legs (pernas vazias), que é quando uma aeronave realiza um trecho vazia, sem passageiros, com data definida e um quadro de horário já estabelecido, com preços mais atrativos, até 40% mais baratos do que o valor original de uma contratação de fretamento. Com a nova regulamentação, a empresa poderá fazer as vendas diretas destes assentos.

“É uma excelente opção, uma vez que a aviação executiva apresenta uma série de benefícios. Em tempos de pandemia, especialmente, há o contato com menor número de pessoas, além do benefício de não enfrentar filas nos aeroportos”, completou.

A comercialização de assentos foi autorizada pela Diretoria Colegiada da Anac no início do mês e segue o previsto na Resolução nº 526/2019. As empresas de táxi-aéreo devem seguir os requisitos de segurança previstos pelo Regulamento Brasileiro de Aviação Civil nº 135 e nº 119.

Demanda maior – Em relação aos demais impactos da pandemia nos negócios da Líder, Bruna Assumpção disse que foram observados diferentes movimentos desde a chegada da doença ao Brasil, no fim de fevereiro. De maneira geral, conforme ela, aviação executiva acabou sendo beneficiada pela alta na procura por voos fretados, além dos serviços de transporte em UTI Aérea e a homologação de cargas biológicas.

“Apenas o número de voos de UTI aumentou 400%. Ainda assim, como vínhamos em uma crescente nos últimos anos, o desempenho não foi capaz de suprir as reduções. De toda forma, a empresa está atravessando o momento saudável financeiramente e lançando mão de tudo que tem sido possível para manter as operações, preservando empregos e prestando serviços aos usuários”, avaliou.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!