COTAÇÃO DE 22/06/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,9650

VENDA: R$4,9660

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,9570

VENDA: R$5,1130

EURO

COMPRA: R$5,9745

VENDA: R$5,9772

OURO NY

U$1.778,62

OURO BM&F (g)

R$286,53 (g)

BOVESPA

-0,38

POUPANÇA

0,2446%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia Economia-destaque exclusivo
PBH inicia obras de recuperação da chuva
Para 1ª fase de intervenções em BH, serão destinados recursos da ordem de R$ 31 milhões - Crédito: Paulo Marcio

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) estima gastos entre R$ 200 milhões e R$ 250 milhões em obras para recuperar a capital mineira após os estragos causados pelas chuvas históricas registradas em janeiro e fevereiro e a falta de infraestrutura urbana adequada para escoamento da água na cidade. A primeira frente de trabalho se inicia na segunda-feira (17) com aportes iniciais de R$ 31 milhões.

“A partir de segunda-feira, teremos 221 pontos entre becos, favelas, vilas, ruas de bairros como Buritis e Lourdes, ou qualquer outra região que tenha tido estragos, com os trabalhos iniciados para recuperar a cidade”, disse o prefeito Alexandre Kalil, na Câmara Municipal de Belo Horizonte, após se reunir com vereadores.

PUBLICIDADE

Os recursos que custearão as obras, conforme o prefeito, vieram do Recurso Ordinário do Tesouro. Segundo ele, o dinheiro está garantido, em caixa, e a prefeitura também vai buscar outros valores junto ao governo federal, que já repassou R$ 7 milhões. “Agora é reconstruir a cidade com calma e técnica. Não temos problemas financeiros para recuperar Belo Horizonte”, garantiu.

Questionado se as obras seriam apenas de recuperação ou se ajudariam a sanar problemas estruturais da capital mineira, Kalil justificou que não adianta querer fazer mágica. “Não vamos colocar pavimento de R$ 1 mil o metro quadrado, nem abrir rio e deixar a cidade destruída. Vamos recompor a cidade e ter juízo para daqui para frente, aprender a fazer coisas mais sustentáveis, como prevê o Plano Diretor aprovado no ano passado”, justificou.

Em relação às dificuldades que os projetos poderão enfrentar antes de serem executados, o representante do município citou apenas a qualidade das empresas prestadoras dos serviços. Ele disse também que 80% das obras já estão licitadas e que os projetos foram alterados de “recapeamento comum para recuperação das vias”.

Avenida Tereza Cristina – Por fim, ao ser perguntado pela rádio Itatiaia sobre a relicitação das obras de recuperação da avenida Tereza Cristina, uma das mais afetadas com o volume pluviométrico deste início de ano, o prefeito disse que o resultado será divulgado na próxima semana.

A PBH reiniciou a contratação para as obras emergenciais na avenida Tereza Cristina no último dia 7, após denúncia da TV Globo apontando ligação entre o prefeito e sócios da empresa vencedora do certame. A Bali Construtora venceu concorrência contra a Emprol Engenharia e Projetos e a Embraurb Urbanização por, segundo a PBH, apresentar menor valor para corrigir os estragos na via causados pela chuva: R$ 5,5 milhões.

A decisão sobre cancelar a licitação foi anunciada pelo próprio prefeito nas redes sociais. “Mais do que ser honesto, tem que parecer honesto. Não há contrato com dúvida no meu governo. Está cancelado o contrato questionado pela matéria da Rede Globo”.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!