COTAÇÃO DE 26/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5720

VENDA: R$5,5730

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,5900

VENDA: R$5,7230

EURO

COMPRA: R$6,4654

VENDA: R$6,4683

OURO NY

U$1.793,01

OURO BM&F (g)

R$321,20 (g)

BOVESPA

-2,11

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Produção nacional de aço pode ser recorde em 2021

COMPARTILHE

A produção do parque siderúrgico subiu 24% de janeiro a junho no Brasil, atingindo 18 milhões de toneladas | Crédito: Divulgação

O parque siderúrgico nacional produziu 18 milhões de toneladas de aço no primeiro semestre deste ano, apurando crescimento de 24% sobre a primeira metade do ano anterior. Na mesma base de comparação, as vendas internas cresceram 43,9%, somando mais de 12 milhões de toneladas. Diante do desempenho e a partir das expectativas de continuidade da demanda no segundo semestre, o setor elevou as previsões de desempenho para 2021.

Os dados foram divulgados ontem pelo Instituto Aço Brasil, que revisou as expectativas pela segunda vez neste exercício. Em maio, as previsões davam conta de que a produção de aço bruto no País aumentaria em 11,3%. Agora estima-se 14%, chegando a 35,8 milhões de toneladas. A entidade também elevou a previsão de crescimento das vendas no mercado interno, de 12,9% para 18,5%, alcançando 23 milhões de toneladas.

PUBLICIDADE

Já a expectativa para o consumo aparente passou de alta de 15% para 24,1%, totalizando 26,6 milhões de toneladas. Segundo o Aço Brasil, se concretizada, a produção de aço bruto será um recorde histórico em volume para o setor nacional. Já o consumo aparente e as vendas internas, também em toneladas, será o maior desde 2013.

De acordo com o presidente do conselho do Aço Brasil e vice-presidente da Gerdau no Brasil, Argentina e Uruguai, Marcos Faraco, o que sustenta as expectativas é a demanda crescente advinda de diferentes setores. “Construção civil, indústria de veículos e máquinas estão retomando, bens de capital, linha branca também têm tido retomada muito consistente do consumo”, ressaltou.

O presidente-executivo da entidade, Marco Polo de Mello Lopes, complementou que o cenário atual é bem diferente do observado em abril do ano passado, quando havia muitas incertezas de quais seriam os impactos sobre a economia devido à pandemia de Covid-19. Ele lembrou que naquela época, o setor do aço chegou a operar com 45,4% da capacidade instalada. “Hoje, com a forte retomada dos pedidos de compra, o nível de utilização da capacidade instalada do setor é de 73,5%”, disse.

Lopes também afirmou que a demanda atual pode ser explicada não apenas pela retomada dos setores consumidores, mas também pela recomposição de estoques e até mesmo pela formação de estoques defensivos de alguns segmentos que procuraram se proteger do cenário de volatilidade do mercado – em referência ao boom nos preços das commodities, que, segundo ele, afetou não só o Brasil, mas o mundo inteiro. Para se ter uma ideia, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) constatou que os preços do aço praticados nos mercados internos dos países são os mais elevados desde o ano 2000.

Apenas em junho, as siderúrgicas produziram 3,12 milhões de toneladas, próximo dos 3,16 milhões de toneladas de maio – maior volume desde outubro de 2018. Sobre junho de 2020, a produção subiu 45,2%. Já as vendas internas saltaram 32,8% na mesma base de comparação, chegando a 2,1 milhões de toneladas.

Investimentos 

O Aço Brasil também divulgou projeção de investimentos por parte do setor siderúrgico nacional: US$ 8 bilhões até 2025. A título de comparação, os investimentos acumulados entre 2008 e 2020 chegaram a US$ 28,2 bilhões. A reportagem questionou ao Instituto qual fatia destes aportes poderá vir para Minas Gerais. “Minas é o principal produtor de aço do País. Assim, boa parte será destinada ao Estado”, revelou Faraco.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!