COTAÇÃO DE 17/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,9420

VENDA: R$4,9430

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,0400

VENDA: R$5,1520

EURO

COMPRA: R$5,2307

VENDA: R$5,2334

OURO NY

U$1.814,77

OURO BM&F (g)

R$290,29 (g)

BOVESPA

+0,51

POUPANÇA

0,7025%

OFERECIMENTO

Economia Economia-destaque

Próximo Natal não será de lembrancinhas, indica pesquisa

COMPARTILHE

As roupas lideram as preferências de gastos no Natal, com 29%; depois vêm os brinquedos (16%) e os calçados (14%) - Crédito: Alisson J. Silva

O Natal deste ano não será de lembrancinha. A afirmação é do economista da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Minas Gerais (FCDL-MG), Vinícius Carlos.

Uma pesquisa da entidade feita com consumidores mineiros, sendo 54% deles pertencentes às classes A e B, mostra que 34% das pessoas pretendem gastar de R$ 200 a R$ 500. Já 29% devem desembolsar de R$ 500 a R$ 1.000, enquanto 23% esperam realizar compras de R$ 1.000 a R$ 1.500 e 11% de R$ 100 a R$ 200.

PUBLICIDADE




Os valores envolvem investimentos em presentes e itens para a ceia de fim de ano e festividades.

O economista da FCDL-MG atribui esse cenário mais positivo a fatores como a liberação de recursos como o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e PIS/Pasep, além de um quadro econômico em que se verifica juros e inflação baixos, maiores prazos de crédito para os consumidores e à ‘certa’ recuperação do mercado de trabalho. “Está havendo melhorias”, frisa ele.

Já o décimo terceiro salário, de acordo com o estudo, não terá como destino certo as compras relacionadas ao Natal, uma vez que apenas 16% das pessoas entrevistadas afirmaram que vão utilizá-lo para este fim. A maioria (28%) destaca que vai usá-lo para as férias, enquanto 24% pretendem aplicar a quantia e 16% esperam guardá-la para os deveres de janeiro.

Lista de compras – As roupas lideram as preferências de gastos no Natal, com 29%. Depois vêm os brinquedos (16%), os calçados (14%), outros (12%), livros (7%), perfumes (7%), joias (5%) e móveis (3%).

PUBLICIDADE




Em relação às formas de pagamento, 45% dos consumidores pretendem pagar no crédito à vista, 27% no débito, 19% no dinheiro e 10% no crédito parcelado. “As pessoas não querem se endividar e estão mais cautelosas, à espera de medidas estruturais. Os reflexos efetivos na economia ainda não ocorreram”, diz o economista da FCDL-MG.

Decisão – O estudo da entidade mostra, ainda, que a decisão de compra é majoritariamente influenciada pelo preço, sendo que 40% dos entrevistados apontaram esse fator. Posteriormente, vêm atendimento (37%) e variedade (9%).

Vinícius Carlos lembra, contudo, que o fator preço não significa, necessariamente, a busca por valores mais baixos. “As pessoas querem algo sendo comercializado a um preço justo e não serem enganadas. Desejam algo que realmente vale o que está sendo cobrado”, destaca ele.

O economista da FCDL-MG pondera, ainda, que, como o atendimento é visto como tão relevante pelas pessoas, é essencial que as empresas invistam em toda a experiência de consumo.

“Se o lojista não fizer a parte dele, não trabalhar as vendas e as estratégias, não vai faturar o que poderia”, frisa.

Black Friday – O estudo da entidade revela, ainda, que 13% dos consumidores pretendem realizar as suas compras de fim de ano no mês de novembro, que é justamente quando também ocorre a Black Friday. Já 79% esperam realizá-las em dezembro e 9% em janeiro.

Vinícius Carlos pontua que, dessa forma, a Black Friday é uma boa oportunidade para os lojistas colocarem seus produtos em promoção e testar as melhores opções, verificando o que dá ou não certo para cada negócio em particular. Assim, é só reproduzir as boas estratégias durante o período do Natal.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!