COTAÇÃO DE 29/11/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6090

VENDA: R$5,6100

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6470

VENDA: R$5,7730

EURO

COMPRA: R$6,3216

VENDA: R$6,3229

OURO NY

U$1.783,43

OURO BM&F (g)

R$322,48 (g)

BOVESPA

+0,58

POUPANÇA

0,4412%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia exclusivo zCapa

Reabertura gradual do comércio em BH deve começar no dia 25

COMPARTILHE

O funcionameto de lojas depende da evolução do Covid-19 e da ocupação dos leitos hospitalares em BH | Crédito: Manoel Evandro

Quase um mês após proibir o funcionamento de atividades não essenciais na capital mineira, a partir do Decreto nº 17 de 8 de abril, publicado no Diário Oficial do Município (DOM), o prefeito Alexandre Kalil (PSD) disse que há a possibilidade de flexibilizar as medidas de distanciamento social na cidade e iniciar a reabertura gradual do comércio a partir de 25 de maio.

A medida, porém, conforme o prefeito, somente será colocada em prática com a autorização do grupo técnico da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), que analisará a curva de infecções pelo novo coronavírus (Covid-19) na Capital levando em consideração as taxas de ocupação dos leitos hospitalares e o índice de contaminação na capital mineira.

PUBLICIDADE

“Já estamos nos reunindo com as federações e associações, olhando o plano de flexibilização da cidade, mas é uma coisa que pode vir ou não, dependendo do comportamento da população, diante desta tragédia que se abateu sobre nosso País. O controle desta pandemia é 20% responsabilidade do poder público e 80% de responsabilidade de quem pode ficar em casa; do uso da máscara com responsabilidade; da compaixão e da solidariedade”, anunciou.

Segundo Kalil, a data foi estabelecida pelo grupo, denominado por ele como “pós-pandemia”, que conta com a participação de secretários municipais das áreas de Saúde, Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Fazenda. Também integram o comitê, infectologistas, a Câmara Municipal, a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), a Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte, (CDL-BH), o Sindicato do Comércio Lojista de BH (Sindilojas) e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-MG).

“Há a perspectiva de flexibilização, mas não é uma promessa. Vai depender da população, da curva de infectados, da ocupação de leitos. Isso é muito complexo, mas é o que o grupo de infectologistas me autorizou a falar”, frisou o prefeito, que projeta as “duas próximas semanas” como o pior momento da pandemia no Brasil.

Por meio de nota, o presidente da CDL-BH, Marcelo de Souza e Silva, comentou o anúncio do prefeito, mas não comemorou. Disse que se trata apenas de uma sinalização de reabertura do comércio.

“Entendo que se o grupo de trabalho formado pela prefeitura começar a trabalhar o mais rápido possível, esta sinalização pode se transformar em realidade concreta. E mais uma vez reafirmamos a nossa total disposição em contribuir com o trabalho deste grupo de secretários municipais e especialistas”, ressaltou.

Questionado se o retorno seguirá as orientações do programa do governo mineiro, “Minas Consciente – Retomando a economia do jeito certo”, criado com o objetivo de orientar a retomada das atividades econômicas de forma segura nos 853 municípios do Estado, o prefeito de Belo Horizonte respondeu que a PBH “não precisa de conselhos, mas de dinheiro e liderança”.

“O processo será gradual, técnico, levando em consideração os pontos da medicina e do planejamento. Do mesmo jeito que foi fechado será aberto. Vamos, mais uma vez, copiar o que está dando certo em outros lugares do mundo”, completou.

Intermitente – Kalil não deu detalhes sobre os parâmetros que serão utilizados no plano de reabertura do comércio da Capital, mas o secretário de Saúde, Jackson Machado Pinto, confirmou que a perspectiva da prefeitura é de que seja adotado um isolamento intermitente, como forma de eliminar as medidas de distanciamento social gradativamente, como informou anteriormente o secretário municipal de planejamento, André Reis.

Para isso, conforme Machado Pinto, serão levados em consideração as taxas de ocupação em enfermarias e em unidades de terapia intensiva, bem como o índice de contaminação e reprodução do vírus em na capital mineira. “Por isso é importante a colaboração da população, mantendo as medidas de distanciamento, a higienização e o uso de máscaras”, alertou.

Cidades da RMBH reduzem isolamento

A maioria dos 34 municípios que compõem a Associação dos Municípios da Região Metropolitana de BH (Granbel) já iniciou a flexibilização das medidas de distanciamento social adotadas como forma de conter a proliferação do novo coronavírus (Covid-19).

Em reunião na sede da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), 24 associados discutiram e discursaram sobre as dificuldades econômicas impostas pela pandemia, a liberação das atividades, a fiscalização e os números de leitos disponíveis em cada cidade.

Logo após, em entrevista coletiva, o presidente da Granbel e prefeito de Nova Lima, Vitor Penido (DEM), destacou que a principal cobrança na reunião foi de que as prefeituras aumentem a rigidez da fiscalização das medidas de proteção, como uso de máscaras e limitação do número de pessoas nos estabelecimentos, por exemplo.

“É para fazer com responsabilidade, com apenas pessoas preparadas trabalhando. E as que forem frequentar, usando máscara e álcool em gel”, orientou.

Especificamente sobre Nova Lima, Penido disse que a flexibilização está sendo discutida e que será feita em duas etapas. “Primeiro, as lojas, desde que as associações comerciais se responsabilizem e os proprietários assinem um documento no qual só poderão trabalhar pessoas preparadas. Segundo, os restaurantes que poderão funcionar até às 16 horas”, revelou.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!