COTAÇÃO DE 22/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3030

VENDA: R$5,3040

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3100

VENDA: R$5,4600

EURO

COMPRA: R$6,1939

VENDA: R$6,1967

OURO NY

U$1.768,10

OURO BM&F (g)

R$301,58 (g)

BOVESPA

+1,84

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Recolhimento em Minas sobe 17% no 1º trimestre

COMPARTILHE

Apesar de apontarem crescimento no recolhimento, números ainda não captaram os efeitos na economia da segunda onda da Covid-19 | Crédito: Pixabay

Mesmo em meio à pandemia da Covid-19, a arrecadação federal em Minas Gerais apresentou incremento quando se compara o primeiro trimestre deste ano com o mesmo período de 2020.

De janeiro a março deste ano, a arrecadação federal em Minas Gerais atingiu R$ 31,693 bilhões. O número representa um aumento de 17,09% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados R$ 27,065 bilhões. Os dados foram divulgados pela Receita Federal do Brasil (RFB).

PUBLICIDADE

Os números também mostram que, somente no último mês de março, o incremento da arrecadação federal em Minas Gerais foi de 36,8%, passando de R$ 6,977 bilhões para R$ 9,548 bilhões.

As informações também dão conta de que, no primeiro trimestre deste ano, somente o valor administrado pela RFB chegou a R$ 31,584 bilhões, enquanto no mesmo período do ano passado foram registrados R$ 27,002 bilhões.

O imposto sobre importação foi o responsável por uma arrecadação de R$ 488,153 milhões de janeiro a março deste ano. O número representa um incremento de 53,6% quando comparado a igual período de 2020 (R$ 317,674 milhões).

Quando o assunto é o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), os números revelam um incremento de 24,5% no primeiro trimestre deste ano (R$ 2,142 bilhões) em relação aos três primeiros meses de 2020 (R$ 1,720 bilhão).

Os valores do Imposto sobre a Renda chegaram a R$ 10,842 bilhões de janeiro a março deste ano. Os números também representam alta quando são comparados a igual período de 2020, quando foram registrados R$ 7,322 bilhões.

Os dados que foram divulgados pela RFB ainda mostram que o Imposto de Renda sobre Pessoa Física (IRPF) foi o responsável por uma arrecadação de R$ 674,933 milhões no primeiro trimestre. No ano passado, em igual período, foram R$ 559,417 milhões.

A arrecadação do Imposto de Renda sobre Pessoa Jurídica (IRPJ), por sua vez, ficou em R$ 7,702 bilhões de janeiro a março deste ano, contra R$ 4,662 bilhões no mesmo período do ano passado.

A arrecadação da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) nos três primeiros meses deste ano somou R$ 3,583 bilhões. Nos mesmos meses de 2020, foram R$ 3,005 bilhões.

Por fim, os números ainda mostram que a arrecadação federal em Minas Gerais relacionada ao Programa de Integração Social e Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS/Pasep) chegou a R$ 1,151 bilhão no primeiro trimestre deste ano contra R$ 1 bilhão registrado nos mesmos meses do ano passado.

Crescimento 

Professor de economia do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec BH), Paulo Casaca destaca que a arrecadação no Estado acompanhou o crescimento verificado no Brasil.

No entanto, lembra ele, os números ainda não captaram os efeitos ocasionados pela paralisação de diversas atividades por conta das medidas de restrição e combate à Covid-19. “A partir de agora, os números podem diminuir”, diz ele.

Além disso, ele lembra que o aumento da arrecadação com importação ajudou a impactar os números. Esse fator, explica ele, tem a ver com o crescimento dos custos diante da desvalorização do real frente ao dólar.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!