COTAÇÃO DE 02-12-2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6600

VENDA: R$5,6600

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8130

EURO

COMPRA: R$6,3753

VENDA: R$6,3783

OURO NY

U$1.768,55

OURO BM&F (g)

R$319,92 (g)

BOVESPA

0,4902

POUPANÇA

+3,66%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia
Crédito: Freepik

Cesar Vanucci*

“Fake News” nada tem a ver com a liberdade de expressão”. (Ayres Brito, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal)

PUBLICIDADE

Mais uma coletânea de sugestivos trechos de comentários sobre a conjuntura nacional estampados em veículos de comunicação social

Crise. “O ódio tornou-se incontrolável. É ainda mais urgente atrair investimentos privados.” (…) “Já passei por muitas crises na vida. Esta, sem dúvida, é a mais grave. Uma combinação terrível de crise de saúde pública e crise econômica causada por um vírus invisível. Mas, num ponto, esta crise não difere das outras: ela vai ter início, meio e fim. E, tão importante quanto combater a crise com máxima eficiência, é se preparar com máxima eficiência para a retomada. É inegável a necessidade de gasto público numa crise como esta, num país como o nosso. Mas os recursos são finitos, e o Brasil entrou na crise já com uma pesada dívida pública alavancada por um pesado gasto público.” (Abílio Diniz, empresário – “Folha de São Paulo”)

Cerco. “O governador Wilson Witzel (Harvard fake “15) deve se preocupar com possíveis confissões premiadas de pessoas que trabalham no seu governo ou mesmo de gente que picava no entorno. Seu nome está na roda desde janeiro, colocado por um atravessador de negócios paraibano.” (Élio Gaspari – “Folha de São Paulo”)

Ajuda emergencial. “Em Brasília já é dado como certo que a ajuda emergencial, por enquanto no valor de R$ 600 por mês, será ampliada com oferta provável de três parcelas.” (…) “Diante das dificuldades que o País atravessa, a decisão faz sentido e pode significar sobrevivência – ainda que precária – para milhões de trabalhadores informais, muitos que perderam sua renda. Tem que ser feito, mas é fundamental que a Administração Federal e a Caixa Econômica, que está na ponta final do processo, faça-o mais bem feito, façam melhor.” (Editorial do “DIÁRIO DO COMÉRCIO”)

Ruptura. “Alguns empresários e oficiais militares favoráveis a Bolsonaro na campanha de 2018 não se manifestam e silenciam, eventualmente decepcionados e frustrados. Mesmo entre pastores e a massa evangélica, há os cabisbaixos, que não se conformam com o desprezo pela vida, o deboche pelas mortes e pela pandemia (gripezinha que vem ceifando brasileiras e brasileiros), com a nau sem rumo, sem ministros marinheiros, que durem muito tempo nos cargos, que virou nosso Brasil sem planejamento contra o coronavírus e sem projeto para os tempos da peste e posteriormente. Só que, dessa vez, a ruptura e o antagonismo do guru (Olavo de Carvalho) com seu discípulo é sinal de defecção mais profunda e de consequências imprevisíveis.” (Tilden Santiago – “DIÁRIO DO COMÉRCIO”)

PIB. “O PIB do Brasil deve encolher 8% este ano. A estimativa é do Banco Mundial, que ainda prevê fraca recuperação em 2021.” (…) “A crise do coronavírus deve fazer a economia brasileira encolher mais do que o esperado pelo governo e por analistas do mercado financeiro.” (…) “A retração é mais do que o triplo da queda de 2,5% esperada para o grupo de nações emergentes. O Banco Mundial estima ainda que a recuperação do Brasil será tímida com crescimento de 2,2% no ano que vem, bem abaixo da alta de 4,2% prevista para o Produto Interno Bruto global. E a saída da recessão pode ser ainda mais vigorosa, caso os efeitos da pandemia sejam mais longos e a agenda de reformas não avance, alerta a instituição.” (Marcello Correa e Bruno Rosa, economistas – “Folha de São Paulo”)

Liberdade de expressão. “Fake news” nada tem a ver com a liberdade de expressão, como afirmaram Bolsonaro e seus seguidores, diz Ayres Brito.” (…) Para Ayres Brito, a Constituição pré-exclui a figura das fake news de qualquer bem jurídico por ela protegido: “Não é abuso da liberdade de expressão, porque o abuso pressupõe o uso válido. Eventualmente você se excede, extrapola, e prejudica a imagem de terceiros, prejudica a honra de terceiros, a vida privada. Nas fake news, não há abuso, há fraude, estelionato comunicacional.” No Código Penal, ressalta ainda Brito, é falsidade ideológica uma mentira intencional, um engodo. “Omitir a verdade ou dar uma declaração que se sabe falsa.” Para ele, seria educativo colocar os autores de fake news como foras da lei.” (Merval Pereira – “O Globo”)

Salários. “Autoridades e lideranças recusam o urgente debate sobre o corte de vencimentos do setor público. Nutrida por generosos recursos públicos, a elite dos servidores do Estado brasileiro tem o dever de partilhar dos custos econômicos impostos a toda a população pela pandemia de Covid-19. Não é o que pensam, no entanto, as autoridades consultadas por esta “Folha” ao longo das últimas duas semanas.” (…) “Questionados sobre a possibilidade de corte em seus próprios salários (…) quase todos ficaram calados ou se manifestaram contra a ideia.” (Editorial da “Folha de São Paulo”)

* Jornalista (cantonius1@yahoo.com.br)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!