COTAÇÃO DE 29/11/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6090

VENDA: R$5,6100

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6470

VENDA: R$5,7730

EURO

COMPRA: R$6,3216

VENDA: R$6,3229

OURO NY

U$1.783,43

OURO BM&F (g)

R$322,48 (g)

BOVESPA

+0,58

POUPANÇA

0,4412%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia zCapa

Setor de serviços registra alta de 1,2% em setembro e zera perdas no ano no País

COMPARTILHE

O setor de transportes ficou entre os destaques - Crédito: Divulgação

Rio de Janeiro – O setor de serviços cresceu 1,2% em setembro e zerou as perdas de 2019, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) ontem. O crescimento de setembro ajudou o setor a zerar as quedas que, até agosto, o deixavam 1,5% abaixo do nível de dezembro de 2018. Com o resultado, serviços supera o patamar do último mês do ano passado em 0,1%, segundo o IBGE.

“Com essa alta, o volume de serviços zera as perdas ao longo de 2019 e passa a mostrar expansão”, disse Rodrigo Lobo, gerente da pesquisa.

PUBLICIDADE

O crescimento chegou a 0,6% no acumulado de 2019, e 0,7% na soma dos últimos 12 meses, com aumento em 80 dos 166 tipos de serviços pesquisados.

O resultado de setembro é a maior alta do setor desde agosto do ano passado, de acordo com o que mostrou a Pesquisa Mensal de Serviços divulgada pelo IBGE. Na comparação com o mesmo mês de 2018, a expansão foi de 1,4%.

Quatro das cinco atividades investigadas pelo IBGE tiveram avanço em setembro, sendo que apenas informação e comunicação demonstrou queda de 1%. Os principais destaques positivos foram o setor de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correios, que registrou alta de 1,6%, após perda de 0,7% em agosto, e serviços profissionais, administrativos e complementares, que cresceu 1,8%.

Também registraram expansão os serviços prestados às famílias (0,8%) e outros serviços (0,5%).

O resultado positivo, na comparação com agosto, foi visto na maioria das unidades da federação no volume de serviços: 14 de 27. Os destaques ficaram para São Paulo (1,6%), Rio de Janeiro (1,5%), Distrito Federal (1,3%) e Paraná (1%).

Porém, o bom resultado não pôde ser visto em todo País na análise frente a setembro do ano passado, quando 11 das 27 unidades federativas avançaram. Novamente, São Paulo (3,3%) e Rio de Janeiro (3,5%) tiveram as maiores contribuições positivas, com destaque para o segmento da tecnologia da informação. (Folhapress)

Minas Gerais apura alta de 0,3% no período

O setor de serviços em Minas Gerais apresentou, em setembro, um avanço de 0,3% frente a agosto de 2019, na série com ajuste sazonal. Das 27 unidades da federação, 14 assinalaram crescimento no volume de serviços no mês, na comparação com agosto.

Já no confronto com igual mês do ano anterior (setembro), Minas Gerais teve redução de 1,0%, ao contrário do aumento do volume de serviços observado no Brasil (1,4%), que foi acompanhado por 11 das 27 unidades federativas. As principais contribuições positivas ficaram com São Paulo (3,3%) e Rio de Janeiro (3,5%).

No acumulado de janeiro a setembro de 2019, o Estado registrou alta de 0,1%, e, em 12 meses, a variação foi positiva em 0,2%, abaixo da média nacional (0,7%).

Os resultados por atividades em Minas Gerais, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, apontam variações positivas do volume de serviços em três das cinco atividades investigadas: outros serviços (20,1%), serviços profissionais, administrativos e complementares (5,1%) e serviços prestados às famílias (0,4%). Já as atividades de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-6,0%) e serviços de informação e comunicação (-3,2%) tiveram queda do volume de serviços. (Da Redação)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!