COTAÇÃO DE 03-12-2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6790

VENDA: R$5,6800

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,7000

VENDA: R$5,8300

EURO

COMPRA: R$6,3643

VENDA: R$6,3655

OURO NY

U$1.784,10

OURO BM&F (g)

R$321,33 (g)

BOVESPA

+0,58

POUPANÇA

0,4739%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia Economia-destaque

União e BNDES avaliam vender até 214 milhões de debêntures da Vale

COMPARTILHE

Crédito: REUTERS/Brendan McDermid

São Paulo – A União e BNDES avaliam vender até 214,3 milhões de debêntures participativas de emissão da mineradora Vale, e o Bradesco BBI foi selecionado para figurar como coordenador líder na estruturação, distribuição e liquidação de potencial operação, disse a BNDESPar em nota na noite de quinta-feira.

O comunicado confirma reportagem da “revista Veja”, de que o BNDES iniciou um roadshow para vender os chamados direitos de exploração da Vale.

PUBLICIDADE

“Ressalvamos, contudo, que a realização da potencial Transação ainda se encontra em estudos para detalhar seus termos e condições, incluindo a quantidade de debêntures objeto da Transação e o seu cronograma…”, disse a BNDESPar em nota.

A operação ainda depende de deliberações dos órgãos societários do BNDES e da BNDESPar, assim como das condições de mercado existentes no momento do lançamento, acrescentou.

De acordo com o comunicado, das até 214,3 milhões de debêntures que poderão ser envolvidas na operação, 141,7 milhões são detidas pela União e o restante pelo BNDES e pela BNDESPar.

Em abril de 1997, ano de privatização da mineradora, a companhia emitiu e distribuiu a seus acionistas 388,6 milhões de debêntures participativas não conversíveis em ações, sendo que cada uma correspondia a cada ação, ordinária ou preferencial, detida pelo acionista na época da emissão desses títulos, segundo informação no site da Vale.

A nota informa ainda que formarão também o consórcio de coordenação da venda o Citibank, JPMorgan e Itaú BBA.

Segundo a “revista”, que não informou o total de debêntures que poderiam ser vendidas, o valor esperado das notas de crédito é de R$ 2,5 bilhões, e a expectativa é de que a venda seja concluída até o final do ano. (Reuters)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!