COTAÇÃO DE 21-06-2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,0220

VENDA: R$5,0230

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,0200

VENDA: R$5,1830

EURO

COMPRA: R$5,9972

VENDA: R$5,9999

OURO NY

U$1.783,34

OURO BM&F (g)

R$288,80 (g)

BOVESPA

+0,67

POUPANÇA

0,2446%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Vendas on-line alavancam setor de serviços

COMPARTILHE

Alta de transportes, serviços auxiliares e correio foi de 13,1% | Crédito: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Com uma contribuição importante dos serviços de transporte, a atividade de serviços em Minas Gerais avançou 3,5% em fevereiro na comparação com janeiro, na série com ajuste sazonal.

O dado foi divulgado nessa quinta-feira (15) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e mostra que o resultado no Estado ficou bem próximo ao da média nacional (3,7%).

PUBLICIDADE

Os números também são positivos nas demais bases de comparação. De acordo com o IBGE, na comparação com igual período de 2020, o setor de serviços no Estado apresentou um crescimento de 6,2%, enquanto houve queda de 2% no País. No acumulado do primeiro bimestre, por sua vez, a alta em Minas Gerais chegou a 4%, ao mesmo tempo em que houve retração de 3,5% no Brasil.

A supervisora de pesquisa econômica da entidade, Claudia Pinelli, destaca que fevereiro não contou com medidas tão restritivas de distanciamento social, o que ajuda a explicar os números positivos.

Além disso, segundo ela, as comparações em relação ao acumulado do primeiro bimestre e igual período do ano passado são feitas tendo em vista uma base fraca, uma vez que o segmento não estava apresentando bons resultados nos primeiros meses de 2020.

Mas, apesar de alguns crescimentos, o setor de serviços também apresentou queda em fevereiro em Minas Gerais quando é avaliada a variação acumulada nos últimos 12 meses. Nesse cenário, diante da pandemia da Covid-19 e de todos os seus reflexos, o setor de serviços apresentou queda em 26 das 27 unidades da federação. A retração em Minas Gerais atingiu 5,2%.

Avanços dos serviços de transporte

Não só em Minas Gerais, como em todo o Brasil, os serviços de transporte tiveram destaque, conforme destaca Claudia Pinelli, o que está relacionado às vendas feitas pelos meios digitais.

No Estado, em fevereiro, na comparação com igual período do ano passado, a alta de transportes, serviços auxiliares ao transporte e correio foi de 13,1%. “Isso tem muito a ver com o comércio on-line, que está sendo utilizado pelas pessoas”, diz a supervisora de pesquisa econômica do IBGE.

Além dos serviços de transporte, também apresentaram crescimento nessa mesma base de comparação serviços profissionais, administrativos e complementares (6,6%), outros serviços (45,5%) e serviços de informação e comunicação (0,7%).

E se os serviços de transporte apresentaram tanto destaque no segundo mês do ano, é provável que eles continuem mostrando um crescimento sustentado, conforme Claudia Pinelli. O mesmo, porém, pode não ocorrer em outros setores, de acordo com ela, por conta do crescimento das medidas restritivas para ajudar a combater o avanço da pandemia da Covid-19. “A gente vê que em algumas atividades os resultados ainda são frágeis perto das restrições impostas. É provável que não consigam se manter”, conclui.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!