COTAÇÃO DE 23 A 25/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6270

VENDA: R$5,6270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8030

EURO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,6750

OURO NY

U$1.792,47

OURO BM&F (g)

R$327,87 (g)

BOVESPA

-1,34

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Inovação Inovação-destaque

CEFET-MG desenvolverá projetos de inovação para empresas

COMPARTILHE

CEFET-MG  desenvolverá projetos de inovação em robótica, inteligência artificial e gestão para empresas | Crédito: Alisson J. Silva/Arquivo DC

O CEFET-MG foi selecionado para a implementação de programa de capacitação de estudantes denominado Oficinas 4.0. A chamada pública 02/2020 – “Apoio à implementação das oficinas 4.0”, organizada pelo Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), visa ao desenvolvimento de quatro projetos de inovação por instituição para o atendimento às demandas apresentadas por empresas.

Foram selecionadas 15 propostas do Brasil e a do CEFET-MG ficou em primeiro lugar com o programa “Colaboração público privada para desenvolvimento de projetos de inovação tecnológica envolvendo robótica, inteligência artificial e gestão no CEFET-MG com foco nas Oficinas 4.0”.

PUBLICIDADE

O objetivo inicial do edital era atender até quatro empresas com quatro projetos de inovação, cada um com uma equipe coordenada por um docente. A proposta do CEFET-MG é coordenada pelo professor Sandro Renato Dias do Departamento de Computação, campus Gameleira, e os projetos são coordenados pelos professores Gustavo Campos do Departamento de Eletroeletrônica e Computação, campus Contagem; Ludmila Guimarães do Departamento de Ciências Sociais Aplicadas, do campus Gameleira; Daniel Hasan e Ramon da Cunha, ambos do Departamento de Computação, campus Gameleira. A proposta foi contemplada com R$ 216 mil para ser utilizado ao longo de dez meses.

A proposta pretende atender quatro empresas em suas demandas de inovação: Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Fundação Ezequiel Dias (FUNED), Take e 42 Codelab e para melhorar as soluções desenhadas em cada projeto, envolveu três outras empresas, DTI, 3DLopes e Commit Jr.

“Assim, como um programa de extensão, esta proposta envolve sete empresas, três a mais que a demanda do edital, permitindo uma interação maior do CEFET-MG com as empresas, além da maior visibilização dos docentes envolvidos e suas expertises, sem citar o ganho para o projeto em desenvolvimento e para os alunos envolvidos. As três últimas empresas atuarão como colaboradoras auxiliando no desenvolvimento das tecnologias e orientando os discentes participantes, colaborando diretamente com os docentes orientadores dos projetos”, explica Sandro.

Projetos

Projeto 1: Projeto de sistema de recomendação por competências do SOS-PME UFRGS
SOS-PME é uma Rede de Assessoria Empresarial estruturada através de um projeto de extensão universitária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O objetivo é entregar para a sociedade um serviço de assessoria ao processo decisório de pequenas e médias empresas em tempos de crise econômica como a provocada pela COVID-19.

Projeto 2: Estação Robotizada Para Ensaios In Vitro
O objetivo é o desenvolvimento de uma plataforma robotizada para testes in vitro a partir de tecnologias de baixo custo com melhoria no desempenho dos ensaios. É uma solução prática para melhorar o desempenho em termos de rapidez e de qualidade dos resultados para diversas aplicações analíticas e de controle de qualidade, existentes e futuras.

Projeto 3: Inteligência Artificial Aplicada no Monitoramento e Relacionamento de Atividades Econômicas e Produtos
Criar uma ferramenta (baseada em técnicas de inteligência computacional, otimização e banco de dados) capaz de relacionar NCMs (Nomenclatura Comum do Mercosul) e CNAEs (classificação Nacional de Atividades Econômicas), identificando relações de produção, comercialização e consumo.

Projeto 4: Proposição e Análise de Métricas de Qualidade de Interação entre ChatBots e seus Usuários
O objetivo é propor e avaliar métricas para identificação automática da qualidade em conversas com ChatBots por meio de reconhecimento de padrões textuais. São exemplos de análises a serem exploradas: identificação de entidades em português, análise de sentimento e tempo da interação do usuário.

Para a execução das propostas, a equipe selecionará três alunos do ensino técnico e um do mestrado em áreas afins dos projetos e contará com a participação dos alunos dos grupos PET de Engenharia de Computação (COMPET) e Administração. “A importância deste programa é o contato destes discentes com um projeto de inovação, com o desenvolvimento de uma solução profissional, visando uma demanda real de uma empresa com a interação entre diferentes níveis (técnico, graduação, mestrado). Outra importância é que envolveremos alunos e professores de duas unidades e dois departamentos diferentes, além da grande visibilidade externa, teremos uma integração também de forças para a execução”, conclui Sandro.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!