Foto: Pxhere

Faltando poucos dias para o prazo final de envio da Declaração Anual de Faturamento (DASN/Simei), 497 mil microempreendedores individuais (MEIs) mineiros dos 892 mil formalizados até dezembro de 2018, ainda não entregaram a DASN.

Os empreendedores que não cumprirem com essa obrigação até amanhã pagarão multa. A declaração deve ser feita, exclusivamente, pela internet, por meio do www.portaldoempreendedor.gov.br.

“Na DASN, o MEI deve informar o valor total das vendas de mercadoria e/ou prestação de serviço realizadas em 2018, sem dedução de nenhuma despesa, independente da forma de recebimento como dinheiro, cheque ou cartão”, explica a analista do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerqais (Sebrae Minas), Laurana Viana.

No Portal do Empreendedor, os MEI têm acesso a declaração para três tipos de situações: Original (utilizada quando a declaração daquele ano será entregue pela primeira vez), Retificadora(para corrigir alguma informação enviada equivocadamente na DASN “Original” já transmitida) e Situação Especial (quando houver baixa, informando a data de extinção da empresa).

Os empreendedores que não entregarem a DASN até às 23h59 do dia 31 de maio serão penalizados com multa a partir de R$ 50. O MEI ainda pode ficar em dia com a Receita, enviando as declarações de faturamento de outros anos que estiverem em atraso.

“Caso o empreendedor esteja há mais de dois anos consecutivos sem pagar a Guia de Recolhimento Mensal (DAS) e ainda sem fazer a DASN, poderá perder o CNPJ”, alerta Laurana. (ASN)