COTAÇÃO DE 07/12/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6180

VENDA: R$5,6180

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6500

VENDA: R$5,7830

EURO

COMPRA: R$6,3427

VENDA: R$6,3451

OURO NY

U$1.784,35

OURO BM&F (g)

R$323,23 (g)

BOVESPA

+0,65

POUPANÇA

0,5154%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

69% dos mineiros têm uma atividade paralela

COMPARTILHE

Aperfeiçoamento deve ser contínuo, afirma Raphael Spinelli | Crédito: Divulgação/Udemy

No primeiro trimestre deste exercício, Minas Gerais somou mais de 108 mil novas vagas de emprego, conforme o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Na mesma época de 2020, esse número era de apenas 25 mil. Embora o levantamento tenha passado por mudanças na metodologia, indica expressiva recuperação do mercado de trabalho de um ano para o outro.

Ainda assim, segundo levantamento feito pela Udemy, o maior marketplace mundial de cursos de aperfeiçoamento profissional, 69% dos mineiros têm uma atividade paralela, um segundo emprego ou estão pensando em adotar. No Brasil, esse índice é de 66%.

PUBLICIDADE

Isso mostra o nível de insegurança dos profissionais. Seja em função da crise econômica causada pela pandemia, por transformações impostas a cada setor ou mesmo pela própria falta de capacitação ou concorrência com as novas tecnologias, certo é que, cada vez mais, as pessoas têm se atentado para a importância da qualificação profissional.

Tanto é que 95% dos respondentes no Estado concordaram com a afirmação “há tanta competição no mercado de trabalho que precisamos nos qualificar para ter sucesso”. E 88% afirmaram que o maior responsável pelo aprendizado ou treinamento são eles mesmos.

Ainda em Minas, 83% disseram que as habilidades estão mudando tão rapidamente que as atuais estão ficando obsoletas e 92% que têm vontade de aprender novas habilidades e mudar de carreira ou função. Além disso, 56% afirmaram que a Inteligência Artificial e a automação serão capazes de fazer seus trabalhos dentro dos próximos cinco anos e que, por isso, as habilidades necessárias para sua função também mudarão.

Diante do cenário, 51% dos mineiros disseram que o recurso principal para adquirir novas habilidades são cursos ou vídeos on-line; 28% que é o desenvolvimento profissional patrocinado pela empresa; 8% livros, eBooks ou audiolivros; 8% aulas tradicionais; e 5% afirmaram que não aprendem novas habilidades. As habilidades técnicas ou digitais foram citadas por 52% dos entrevistados como as mais valorizadas pelos empregadores. E as habilidades de liderança e gerenciamento por 50%.

Na avaliação do gerente da Udemy para a América Latina, Raphael Spinelli, os profissionais de Minas Gerais se mostram mais otimistas em relação às suas próprias habilidades se comparados à média do País. Um ponto que, conforme ele, evidencia a característica é que 63% dos profissionais do Estado concordaram com a frase “a universidade não nos dá habilidades que nos tornam eficazes no trabalho”, enquanto a média brasileira foi maior, de 67%.

“Do lado negativo, apenas 63% dos profissionais de Minas Gerais responderam que os seus empregadores oferecem programas ou opções de aprendizado e treinamento, enquanto a média brasileira foi maior, de 71%”, destacou.

Para Spinelli, a pesquisa revela que os profissionais têm percebido que as habilidades pedidas pelo mercado de trabalho estão mudando realmente muito rápido e, em grande parte, por causa da tecnologia e que, para acompanhar essas mudanças, eles precisam se atualizar constantemente. Por isso, a perspectiva é que os profissionais continuem sempre se aperfeiçoando.

“No Brasil como um todo, a principal forma escolhida pelos profissionais para adquirir habilidades são os cursos on-line, como os da Udemy. Assim, podemos perceber tanto um aumento na proatividade dos profissionais em buscarem qualificação por conta própria quanto um crescimento na demanda desses profissionais para que os seus empregadores ofereçam treinamentos, para que eles possam progredir na carreira e conquistar cargos mais altos. Para as empresas que buscam reter e atrair talentos, criar novas oportunidades de negócios e aumentar as suas vantagens competitivas, essas podem ser informações muito relevantes”, indicou.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!