COTAÇÃO DE 16 A 18/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4540

VENDA: R$5,4540

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4700

VENDA: R$5,6130

EURO

COMPRA: R$6,3181

VENDA: R$6,3210

OURO NY

U$1.767,23

OURO BM&F (g)

R$309,68 (g)

BOVESPA

+1,29

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

Autônomas de Juruaia viram protagonistas no varejo digital de moda

COMPARTILHE

Josicleide da Silva Muniz | Crédito: Divulgação
Josicleide da Silva Muniz | Crédito: Divulgação

Elas sempre tiveram importância vital. No entanto, com a pandemia, revendedoras e sacoleiras passaram a ter peso dobrado e são figuras disputadas nos bastidores do mercado da moda.

É pelas mãos delas que são pulverizadas Brasil afora milhares de peças, principalmente da indústria da moda íntima, a exemplo do polo mineiro de Juruaia, cidade conhecida como a capital da lingerie.

PUBLICIDADE

Boa parte das 20 milhões de peças vendidas anualmente pelas fábricas juruaienses são feitas por mulheres autônomas, muitas delas donas de casa, moradoras dos grandes centros urbanos ou de municípios menores e mais distantes da capital. Ao procurar uma atividade para gerar recursos financeiros, essas empreendedoras encontraram uma oportunidade na revenda de moda íntima

A pandemia poderia esfriar os planos de muitas delas, mas teve efeito contrário. A Internet, aliada à força de vontade e à gestão natural, própria das mulheres, está produzindo cases de sucesso no varejo digital. A alagoana Josicleide da Silva Muniz, de 22 anos, da cidade de Piaçabuçu (AL), que há três anos trabalha com a venda de lingeries somente pela Internet, é um desses exemplos.

“Eu queria ter uma renda extra e conheci uma marca e os produtos de Juruaia. Eu não sabia por onde começar e apostei tudo no mercado da moda íntima. Após três anos, sou revendedora na minha cidade. Antes eu era estudante e dona de casa. A pandemia trouxe uma sensação de medo, é claro. No entanto, não desanimei e, por meio de stories e Whatsapp tive vendas maiores nesse período. Para quem quer ter renda própria é uma ótima dica”, contou Josicleide. 

Segundo a pesquisa “O Impacto da pandemia do coronavírus nos Pequenos Negócios”, feita pela Unidade de Gestão Estratégica do Sebrae Nacional, com apoio da Unidade de Competitividade e Unidade de Capitalização e Serviços Financeiros, entre 25 de fevereiro de 2021 e primeiro de março de 2021, revelou que em um universo de 17,2 milhões de pequenos negócios, cerca de 74% das mulheres empreendedoras não estão de braços cruzados e estão utilizando as redes sociais, como Whatsapp, Facebook e Instagram, para vender seus produtos ou serviços.       

Para se ter uma ideia da importância dessas empreendedoras, principalmente revendedoras e sacoleiras, além de pessoas que buscam uma oportunidade de renda, Juruaia realizará a Felinju Online, a maior feira on-line de moda íntima, praia, fitness e pijamas do Brasil, entre os dias 28 de abril e primeiro de maio pelo site www.felinjujuruaia.com.br.

Por conta da pandemia, o evento, que está em sua 24ª edição, seguirá apostando no universo tecnológico para movimentar as vendas do polo da moda íntima e terá como tema “Acredite no seu potencial!”.

O tema surge diante de um momento de reflexão e introspecção, onde cada um busca reconhecer a si mesmo e suas potencialidades. Em tempos desafiadores, a força para resistir e lutar brota com mais força. É essa a ideia que a Felinju Online propõe para as mulheres que se desdobram entre o trabalho e o lar. 

A Felinju Online contará com estandes virtuais, desfiles, lives comerciais e palestras com temas diversos, com conteúdo disponível 24h por dia, os quais poderão ser acompanhados por lojistas, revendedores e consumidores em geral de todo o Brasil. 

Dezenas de empresas de Juruaia estarão com seus estandes virtuais na plataforma, apresentando suas coleções exclusivas Outono/Inverno 2021. Haverá a integração com o e-commerce de cada expositor, onde será possível comprar os produtos expostos.A Felinju Online é uma realização da ACIJU- Associação Comercial e Industrial de Juruaia- e do Sebrae, com o apoio do empresariado local, dos grupos de negócios, entidades representativas e do poder público municipal.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!