COTAÇÃO DE 22/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3030

VENDA: R$5,3040

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3100

VENDA: R$5,4600

EURO

COMPRA: R$6,1939

VENDA: R$6,1967

OURO NY

U$1.768,10

OURO BM&F (g)

R$301,58 (g)

BOVESPA

+1,84

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

O grande livro da oratória

Em Pare de vacilar nas suas apresentações, publicado pela Editora Pandorga, Jean Emmanuel proporciona uma nova perspectiva de comunicação, e leva ao leitor um verdadeiro guia de como falar, se comportar e convencer o público a partir da oratória. O medo de discursar para uma plateia, presencialmente ou on-line, pode levar qualquer pessoa ao mais baixo patamar da sua profissão, porém, ninguém nasce falando, muito menos em público, é uma habilidade que deve ser desenvolvida. Então, pare de vacilar! Existem muitas formas para melhorar a sua apresentação, com simplicidade e ajustes o orador pode alcançar uma estratégia bastante efetiva de tornar sua ideia clara. Os erros para falar em público, geralmente são provenientes do medo e vícios adquiridos por alguém que jamais imaginou que existam técnicas que podem mudar completamente a forma como elas se comunicam, e essa obra vai mostrar em 10 importantes passos didáticos como alcançar o sucesso e a tranquilidade que existem entre a audiência e o locutor. (Pare de vacilar em suas apresentações, Jean Emmanuel, Editora Pandorga, 288 páginas, Livro físico: R$ 39,90 – livro físico e R$ 19,90 – livro digital)

O todo poderoso

Duas frases de Tchau, querida – O diário do impeachment dão o tom da obra de Eduardo Cunha: “Quem com golpe fere, com golpe será ferido” (em uma referência ao apoio do PT ao impeachment de Collor) e “Não se tira presidente, se coloca presidente”, dita pelo senador Ciro Nogueira a Cunha durante jantar em Nova York, quando se discutia o processo de afastamento da ex-presidente. Ou seja, enquanto a discussão ficasse em tirar a Dilma, não iria dar em nada, mas se o assunto fosse a substituição de Dilma por Michel, dependendo da articulação dele, Temer, a saída de Dilma poderia prosperar. São cinco anos desde o 17 de abril de 2016, quando o voto de número 367, proferido por Bruno Araújo na Câmara dos Deputados, valeu uma festa no Congresso e em grande parte do País, dando início à primeira etapa do impeachment, processo sacramentado algumas semanas depois. Tudo o que se noticiou até agora sobre esse fato histórico é praticamente nada frente às revelações bombásticas do ex-presidente da Câmara. Poucos políticos brasileiros conhecem em detalhes as engrenagens da Casa, seu regimento e sabem interpretar os movimentos da política, como ele escreve: “O meu conhecimento do processo legislativo e do regimento da casa, me davam uma enorme vantagem sobre o governo. Todas as armadilhas regimentais, que eles poderiam utilizar, estavam já previstas por mim e seriam facilmente derrotadas”. Cunha foi o centro de uma disputa de interesses que envolveu dois pesos-pesados: de um lado o ex-presidente Lula, querendo manter Dilma e o PT no poder. Do outro, o então vice-presidente Michel Temer, se mexendo para assumir a Presidência, enquanto movimentos pró e contra o impeachment se articulavam nas ruas e nos corredores do Congresso. Em suas 808 páginas, a obra de Cunha traz revelações surpreendentes. Como, por exemplo, o fato de Aloizio Mercadante ter prejudicado Dilma e sua articulação política, sendo um dos responsáveis pela queda da então presidente. “Ele não só impedia Michel de cumprir os acordos firmados com os partidos da base, como também colocava na cabeça de Dilma, que Michel estava usando a articulação política do governo para dominar os grupos políticos, se cacifando para o impeachment” – diz Cunha em um dos trechos do livro. Um livro para entender as entranhas do poder e os bastidores da política. (Tchau, querida: o diário do impeachment, autores Eduardo Cunha e Danielle Cunha, Matrix Editora, 808 páginas, R$ 99,00 – livro físico e R$ 69,00 – livro digital)

Fique 24 horas sem reclamar

PUBLICIDADE

O livro #UmDiaSemReclamar propõe um desafio: passar um dia sem reclamar. Por meio das dificuldades em realizar a tarefa e da percepção da força do hábito, os autores Davi Lago e Marcelo Galuppo explicam o poder transformador da mudança de mentalidade. De acordo com os autores, pelo menos três benefícios primordiais vêm na esteira da gratidão: ela estabelece vínculos de solidariedade entre aquele que recebeu um favor e aquele que o praticou; ela embeleza as pessoas, tornando-as mais atraentes; e, por fim, é fonte de felicidade, alterando o cérebro e afastando a depressão, melhorando o sono, estimulando relacionamentos amorosos e aumentando a imunidade. Sinalizando ainda quais os obstáculos que se impõem sobre os que se propõe a tornarem-se gratos, #UmDiaSemReclamar oferece um conjunto de exercícios práticos, insights e reflexões para o dia a dia dos que desejam se beneficiar dos frutos produzidos por dias mais gratos. (#UmDiaSemReclamar, autores: Davi Lago e Marcelo Galuppo, Editora Citadel, 160 páginas, R$ 42,90)

Dilemas do mundo profissional em tempos pandêmicos

Para Mario Sergio Cortella, nada será como antes da pandemia. Mas nem tudo, porém, será inédito. Muitas práticas, boas e ruins, irão permanecer. É e olhando para o evento que transformou o mundo e as relações profissionais que um dos pensadores mais importantes do Brasil convida os leitores a uma reflexão inspiradora sobre os dilemas do mundo do trabalho em tempos pandêmicos. Em “Quem sabe faz a hora!”, lançamento da Editora Planeta, Cortella fala para empreendedores, gestores e colaboradores sobre as competências necessárias para o enfrentamento da crise e sobre quais iniciativas farão a diferença. No livro, Cortella discute os benefícios e dificuldades do home office, apontando a melhor forma para lidar com o gerenciamento de tempo e tarefas. Para ele, a modalidade será parte do futuro de muitas empresas. O filósofo dedica ainda um capítulo para falar sobre a importância da liderança nos tempos em que tudo acontece no mundo on-line, com diferentes gerações atuando juntas. Nesse cenário, Cortella busca responder perguntas como: o que é uma liderança inteligente? Como ser um líder inspirador no ambiente virtual? Ao longo do livro, o autor apresenta temas que são fundamentais em qualquer fase da carreira, como a importância do protagonismo e de um bom planejamento para a vida profissional. Cortella desmistifica abordagens inusitadas e conceitua termos importantes para o cotidiano de empreendedores e colaboradores, como proatividade, capacidade de decisão e atendimento ao cliente. (Quem sabe faz a hora!, Mario Serio Cortella, Editora Planeta, 176 páginas, R$ 44,90)

Quem são as pessoas que marcaram a história da pátria brasileira?

Do primeiro herói brasileiro, Tiradentes, a personalidades como Santos Dumont, Zumbi dos Palmares, Machado de Assis, Anita Garibaldi, ao ícone do esporte nacional Ayrton Senna. O palestrante, escritor e aviador Ruy Sodré reuniu em 128 páginas do livro Os Heróis Brasileiros mais de 70 nomes que marcaram a história do país. A referência de Ruy Sodré para a escolha dos nomes, segundo o autor, é o Projeto de Lei apresentado e aprovado no Congresso Nacional e sancionado pela Presidência da República. Os capítulos do livro, todos ilustrados com a foto do personagem citado, foram divididos por 12 categorias, algumas dentro de um contexto histórico como Brasil Colonial; Independência e a Insurreição Pernambucana e também por áreas de atuação como Literatura, Música e Ciência. Em uma das categorias trazidas pelo autor estão as heroínas brasileiras. Ele destaca celebridades como Anita Garibaldi; Maria Quitéria e Princesa Isabel; a figuras menos conhecidas como Anna Ney (pioneira na enfermagem) e Clara Camarão (indígena considerada uma das precursoras do feminismo no Brasil). A intenção de Ruy com a obra, além de preservar a vida e o legado dessas personalidades, também é levá-los ao conhecimento do público em geral, especialmente estudantes. (Os Heróis Brasileiros, Ruy Sodré, Editora JH Mizuno, 128 páginas, R$ 70)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!