COTAÇÃO DE 24/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,8120

VENDA: R$4,8120

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,8900

VENDA: R$4,9960

EURO

COMPRA: R$5,1664

VENDA: R$5,1690

OURO NY

U$1.866,41

OURO BM&F (g)

R$289,06 (g)

BOVESPA

+0,21

POUPANÇA

0,6667%

OFERECIMENTO

Negócios

Empresas se unem por modelo de moradia digna

COMPARTILHE

Crédito: Pixabay
Crédito: Pixabay

O projeto HousingPact inicia o seu segundo ciclo com a entrada de dois grandes nomes para o time de organizações realizadoras: a Fundação Tide Setúbal e Vale agora integram a rede que apoia e investe no grupo de startups focadas em transformar o padrão de habitação de populações de baixa renda através de inovação e empreendedorismo.

O objetivo do hub de inovação é fomentar a conexão entre startups que desenvolvem tecnologias para moradia e impacto socioambiental com grandes empresas que possuem interesse nesses projetos por meio de pilotos, colaboração em rede, aportes financeiros e mentorias de executivos. O programa já impactou diretamente mais de 1,7 mil pessoas, com melhorias em soluções de geração de renda, água e saneamento, energia, melhoria de moradia e métodos construtivos eficientes.

PUBLICIDADE




A adesão de grandes organizações ao HousingPact mostra a crescente preocupação das companhias em estarem alinhadas com o ESG, investimentos sustentáveis que buscam gerar impacto além do resultado financeiro. O movimento vem ganhando cada vez mais espaço em praticamente todos os setores, colocando questões que, antes, eram negligenciadas, como destaque.

Segundo a superintendente da Fundação Tide Setubal, Mariana Almeida, estar comprometido com o ESG é poder trabalhar além das metas e objetivos financeiros da organização e, literalmente, mudar vidas através de green thinking, governança e impacto social.

“A Fundação ajuda o poder público e as empresas a encontrar mecanismos de ação que garantam o impacto social. Para nós, esse impacto acontece com ações de longo prazo que promovem sinergia entre diferentes atores e setores, de modo que cada um possa contribuir com o que lhe cabe, mas a transformação seja efetiva”, comenta Mariana Almeida.

Para Jordanna Vogt, da equipe de Coprodutos da Vale, o interesse pelo projeto surgiu em 2020. “Assim que conhecemos os objetivos do HousingPact, vimos a oportunidade de unir o desafio Vale na destinação de coprodutos a expertise oferecida pelo hub em conectar interesses que podem beneficiar tanto organizações com investimentos ESG quanto a sociedade civil. O projeto nos permitirá a participação em soluções sustentáveis relacionadas à moradia e qualidade de vida da população de baixa renda.”

PUBLICIDADE




“Além de trazer melhorias materiais para quem necessita, este é um hub de inovação aberta que ajuda empresas a se conectarem, investirem em ESG e fomentar o crescimento de startups que tem potencial de fazer a diferença na vida das pessoas. Temos visto cada vez mais empresas aderindo à temática pelo potencial de transformação e impacto gerado. Isso é caminho sem volta”, explica João Pedro Brasileiro, CEO da Innovation Latam, plataforma responsável pela gestão do HousingPact.

Para participar da iniciativa, as empresas interessadas devem acessar o site do HousingPact e fazer o cadastro do e-mail para contato. Dessa forma, é possível ter acesso às startups com projetos ativos e selecionar aquele que se encaixa no segmento de atuação da empresa.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!