COTAÇÃO DE 05/03/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6825

VENDA: R$5,6835

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6670

VENDA: R$5,8430

EURO

COMPRA: R$6,7719

VENDA: R$6,7732

OURO NY

U$1.698,69

OURO BM&F (g)

R$310,22 (g)

BOVESPA

+2,23

POUPANÇA

0,1159%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

Energisa vai investir R$ 4,1 bi em serviços

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Crédito: Ueslei Marcelino / Reuters

O Grupo Energisa, um dos maiores do Brasil em distribuição de energia elétrica, participou ontem (24) dos projetos Forte e Compre Bem da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg).

O evento teve como objetivo aproximar empresas fornecedoras de produtos e serviços do Estado através de encontros de negócios promovidos pela Fiemg com a Energisa.

PUBLICIDADE

Para os próximos três anos, a estimativa da Energisa de investimentos na compra de equipamentos e serviços é de R$ 6,4 bilhões, sendo R$ 2,3 bilhões em materiais e equipamentos e R$ 4,1 bilhões em serviços para as operações do grupo em todo o Brasil.

Os fornecedores de materiais e serviços de áreas como Suprimentos, TI, Tecnologia e Transformação Digital, Soluções e Comercialização de Energia participaram de palestras, painéis e conferiram apresentações sobre o mercado de energia brasileiro para os próximos anos. No período da tarde participaram de rodadas de negócios.

Os empresários presentes tiveram a oportunidade de conhecer um rol de produtos e serviços que podem adquirir das subsidiárias do Grupo Energisa, como a Energisa Soluções e a Energisa Comercializadora.

As áreas com maior demanda de fornecedores nos próximos anos são serviços, materiais e equipamentos para expansão e modernização de redes, linhas e subestações, automação, equipamentos para frota, tecnologia de informação e telecomunicações, entre outros. Só na distribuidora Energisa Minas Gerais, que atende a 66 municípios no interior do Estado, investirá cerca de R$ 78 milhões em projetos dessas áreas.

Rodrigo Otavio Paes de Vilhena, analista de Projetos da Fiemg, diz que cerca de 80 empresas participaram dos projetos e há demanda para uma segunda rodada do Projeto Compre Bem, já que o valor do investimento é bem alto e as indústrias estão ávidas por negócios.

Inovação na economia criativa – Além das rodadas de negócios, a Energisa apresentou para 90 pessoas, na sede da Fiemg, o Rio Pomba Valley, através do Projeto Invista Mais. Em formato de um painel expositivo seguido de roda de conversas, foram abordadas três temáticas: Tecnologia, Audiovisual e Qualificação Profissional.

Foram discutidos como estão estruturadas as parcerias e associações necessárias para suportar o crescimento do Rio Pomba Valley e, ainda, os gaps e oportunidades para que este ambiente se estabeleça de forma sustentável.

A empresa está investindo em Cataguases (Zona da Mata) em duas das maiores cadeias produtivas da nova economia mundial: tecnologia e audiovisual. A Energisa desenvolve também em parceria com entidades locais o Polo Audiovisual da Zona da Mata. Desde 2010, o projeto vem recebendo recursos via leis de incentivo à cultura estadual e federal, que já renderam o lançamento de 16 grandes produções nos últimos oito anos.

Para Botelho, presidente do Grupo Energisa, a realização dos projetos na Fiemg foi um sucesso. O industrial destacou o momento delicado que Minas Gerais está passando, com déficit fiscal enorme, as finanças públicas precisando de um grande ajuste e um desastre ambiental e humano de proporções inimagináveis.

Botelho ressalta que conectando as cadeias produtivas, apresentando os investimentos futuros, mostrando as oportunidades de negócios que a Energisa pode oferecer e melhorando a competitividade das empresas, “já estamos cumprindo um ‘pequeno papel’ neste momento difícil”.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

VEJA TAMBÉM

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!

FIQUE POR DENTRO DE TUDO !

Não saia antes de se cadastrar e receber nosso conteúdo por e-mail diariamente