COTAÇÃO DE 17/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,9420

VENDA: R$4,9430

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,0400

VENDA: R$5,1520

EURO

COMPRA: R$5,2307

VENDA: R$5,2334

OURO NY

U$1.814,77

OURO BM&F (g)

R$290,29 (g)

BOVESPA

+0,51

POUPANÇA

0,7025%

OFERECIMENTO

Negócios

EvidJuri oferece redução do tempo de processos judiciais

Método aplicado pode proporcionar aumento do potencial financeiro da ação

COMPARTILHE

Cruvinel: cliente tem chances muito baixas sem nossa atuação | Crédito: Divulgação / Serifa Comunicação
Cruvinel: cliente tem chances muito baixas sem nossa atuação | Crédito: Divulgação / Serifa Comunicação

Todo mundo já ouviu o termo que “o ônus da prova cabe a quem acusa ou a quem reclama”. Isso é verdade, porém não é tarefa fácil, ainda que a razão seja óbvia. Para a Justiça, uma prova precisa obedecer critérios técnicos e uma argumentação robusta para que o julgamento seja justo e resista às apelações. 

Diante desse quadro e do baixo índice de sucesso dos processos  (apenas 30%) que correm no Judiciário brasileiro é que surgiu em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, há quatro anos, a EvidJuri. O escritório técnico full service tem como foco a produção de provas para processos judiciais. A empresa conta com mais de 350 técnicos espalhados pelo Brasil e vasta atuação de perícias e auditorias que trabalham para auxiliar clientes e grandes escritórios de advocacia na busca e produção de provas, evidências e teses para atuação em processos judiciais, sempre com foco no resultado. 

PUBLICIDADE




A produção de prova técnica permite aos interessados obterem melhores chances de sucesso e menores riscos em uma eventual disputa judicial. Ela permite que o juiz analise o litígio com maior precisão e critério, com o devido embasamento de um assunto no qual detém conhecimento superficial. O método promete ao interessado compreender seu potencial direito e aumentar consideravelmente as chances de sucesso.

De acordo com o fundador da EvidJuri, Sthefano Scalon Cruvinel, o escritório atende a todos os momentos processuais existentes no Código de Processo Civil brasileiro e esse tipo de assessoria proporciona três ganhos principais: aumento do potencial financeiro da ação, redução do tempo processual sem prejudicar o mérito e, principalmente, aumento das chances de sucesso. 

“Para se ter uma ideia, o cliente tem chances muito baixas sem nossa atuação – cerca de 30% de êxito e riscos altos atuando sem este tipo de assessoria. Já com o nosso trabalho é possível chegar a ter assertividade em mais de 90% dos casos em que atuamos. Na prática, o que fazemos é contratar peritos especialistas e experientes no tema para produzir o laudo. Depois disso, o laudo é ‘reescrito’ pela minha equipe de forma a transformar a linguagem técnica em algo acessível para as pessoas, com o objetivo de auxiliar advogados e juízes”, explica Cruvinel. 

A EvidJuri não presta assessoria jurídica, ou seja, não atua na advocacia. O serviço prestado é técnico, na produção de provas e construção de uma estratégia para que essa prova seja compreensível pelas partes interessadas – inclusive o juiz – e auxilie o advogado na condução do processo.

PUBLICIDADE




“A produção da prova cabe a quem reclama, porém cliente e advogado raramente são especialistas no tema que está sendo tratado e, muitas vezes, mesmo estando com a razão, não conseguem produzir a prova. O mesmo acontece com o juiz e o perito nomeado por ele, que, via de regra, não têm formação para compreender a linguagem técnica. O perito nomeado pelo juiz é um homem de confiança da corte, nem sempre, um técnico no assunto. Isso ajuda a explicar porque nem sempre quem tem razão ganha e porque os processos se arrastam por tanto tempo”, pontua.

A EvidJuri atua em diversos segmentos como agronegócio, construção, distribuição, educacional, financial services, hospitalidade, jurídico, logística, manufatura, prestadores de serviços, saúde e varejo. Além da produção de provas técnicas para processos judiciais, o escritório oferece também outros serviços específicos, entre eles: Amicus Curiae e Assistência Técnica Judicial, Reversão Técnica de Sentença Desfavorável, Convencimento Pericial e alteração de laudos, Impugnação Técnica de Laudos, Acompanhamentos e Diligências, Subsídio Técnica para Litígios Judiciais Desfavoráveis, Reversão Financeira em ações na fase de Liquidação de Sentença ou Recursos no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Supremo Tribunal Federal (STF), Auditorias Externas (CVM) e Dep. Compliance. Até aqui a empresa já conquistou R$ 1 bilhão em portfólio (valor das causas ganhas somado) e a meta para 2022 é quintuplicar esse valor.

Para isso, o empresário já está em tratativas com fundos de investimentos e outros investidores avulsos. A expectativa é de que parceiros e aportes sejam anunciados ao longo do ano. 

“Temos sido procurados por investidores de diferentes perfis e pela primeira vez vamos trabalhar com capital externo. Até aqui todos os investimentos foram próprios. Todo o aporte que vier será revertido para o negócio, com o objetivo de aumentarmos a nossa capacidade de atendimento”, completa o fundador da EvidJuri.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!