COTAÇÃO DE 07/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2280

VENDA: R$5,2290

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2070

VENDA: R$5,3830

EURO

COMPRA: R$6,3509

VENDA: R$6,3522

OURO NY

U$1.831,42

OURO BM&F (g)

R$307,84 (g)

BOVESPA

+1,77

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios
Mil mudas originais já renderam 60 quilos em fevereiro - Daniela Maciela

O desenvolvimento de uma vocação econômica traz consigo uma infinidade de novos negócios. A produção de cervejas artesanais na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) e na região Central do Estado movimenta toda uma cadeia produtiva que agora também agrega a produção de insumos com o plantio de lúpulo, na cidade de Rio Espera, na região Central.

A variedade Mantiqueira, desenvolvida na região de Campos do Jordão (SP), tem se adaptado com facilidade ao clima das montanhas mineiras. Em dois terços de hectare o sócio da Fazenda Fartura, o veterinário Getúlio Guedes de Souza, já está completando a segunda colheita.

PUBLICIDADE

As mil mudas originais já renderam 60 quilos em fevereiro. O plano é dobrar o número de plantas já no próximo plantio e mais que dobrar a produção, já que as plantas já existentes, mais maduras, tendem a produzir mais. O lúpulo colhido e beneficiado é vendido principalmente para cervejeiros do polo de Juiz de Fora, na Zona da Mata, e para a Cervejaria da Loba, sediada em Santana dos Montes, também na região Central.

“O investimento para criar as condições de cultivo foi de R$ 100 mil, incluindo o maquinário. Todo o cultivo é manual e feito por trabalhadores locais. A colheita feita apenas por mulheres, já que cada flor do lúpulo (parte que interessa à indústria) precisa ser tratada com extremo cuidado”, explica Souza.

A planta exige uma alta incidência solar – em torno de 12 horas diárias – e irrigação, embora o solo não possa ficar encharcado. O sistema de irrigação escolhido foi o gotejamento. Para ajudar na fixação do nitrogênio – composto extremamente importante para o desenvolvimento do lúpulo – o plantio é feito em conjunto com o cultivo de feijão – planta que tem grande capacidade de fixação.

Pioneiros na região, os agricultores já começam a ganhar concorrentes. “Existem poucas experiências com plantio de lúpulo no Brasil. Aqui na região somos os primeiros. Agora nossos vizinhos estão se interessando e começando a estudar e plantar. Isso é importante pra nós. Hoje todo o conhecimento que temos vem da leitura de artigos estrangeiros. Ter outras pessoas produzindo ajuda no desenvolvimento de todos. Estamos também buscando parcerias com universidades. Já trabalhamos com a UFV (Universidade Federal de Viçosa)”, destaca o veterinário.

Enquanto isso, na Cervejaria da Loba, criada em 2013, o ritmo de expansão é intenso. A fábrica vai ganhar 1,2 mil metros quadrados. A produção de 70 mil litros mensais passará a 120 mil litros assim que os equipamentos entrarem em operação. A meta é alcançar 150 mil litros por mês logo que a produção atinja o ápice. São produzidos 13 diferentes rótulos.

Segundo o mestre-cervejeiro responsável pela produção, Kelvin Azevedo Figueiredo, tudo deve estar em funcionamento até o abril. “A expansão é um processo demorado e delicado. Hoje não conseguimos atender todos os pedidos. Foi investido R$ 1,2 milhão e devemos aumentar o número de colabores em cerca de 30%”, afirma Figueiredo.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!